Dia 09 - Reprograme-se.


Quando uma recaída (uso ou comportamento) acontece e nos joga novamente para dentro do olho do furacão, nos sentimos como "Cegos em tiroteio", perdemos a direção e parece que tudo em volta sumiu, por dentro nos sentimos quebrados e sozinhos. Aprendemos muito quando recaímos, aprendemos com a dor, e isso muitas vezes é o que nos propulsiona a seguir em frente e tomar novas atitudes, nos ajuda a reavaliarmos em qual ponto da caminhada a coisa toda começou a desandar.
Aprendemos o poder de mudar nossos hábitos, de se reprogramar, evitando atitudes destrutivas e optando por atitudes saudáveis.
Você Sabia que em algumas irmandades é sugerido: "Não sinta fome - Se alimente Adequadamente" , e não estou falando da irmandade de comedores compulsivos, isso é sugerido por exemplo em Narcóticos Anônimos, porque a fome pode trazer irritabilidade, fraqueza, cansaço, desânimo e isso não é bom! Eu por exemplo corro um risco maior de surtar quando estou com dor ou irritada, então uma dor de cabeça ou uma simples tpm pra mim podem ser pior que a bomba atômica!! Recuperação não é apenas parar de ter hábitos destrutivos isso é "estar limpo", Recuperação é ação, decisão, monitoramento, é amar a si mesmo!
Recuperação, depois que você percebe o quanto essa palavra tem poder não a deixa mais ir embora.
Quando ingressei no Nar-Anon achava engraçado como as pessoas se apresentavam: Oi... "Meu nome é Pucca, sou uma nar-anon em recuperação", percebi que isso acontecia em outras irmandades: "Meu nome é Pucca, sou uma adicta em recuperação", "Meu nome é Pucca, sou uma co-dependente em recuperação", "Meu nome é Pucca, sou uma neurótica em recuperação", "Meu nome é Pucca, sou uma alcoólica em recuperação", "Meu nome é Pucca, sou uma Comedora Compulsiva em recuperação", etc..etc...

Nos apresentamos dessa forma, porque por muito tempo nos perdemos em nossas doenças, nossa auto-estima chegou a um nível tão baixo que acabamos esquecendo quem erámos, acreditando apenas no preconceito alheio de que éramos : "Coitadas, sofredoras", "Familiares do nóia/bebâdo", "drogados/nóias", "loucos", "Gordas preguiçosas ou esqueléticas", enfim, fomos julgados por tanto tempo, que passamos a acreditar que realmente não conseguiríamos vencer nossas limitações, achamos que realmente nossos problemas se resumiam a falta de carácter.
Um dia, num despertar espiritual, conhecemos o programa de 12 passos, em que a única promessa era  a liberdade em relação ao nossos vícios (relacionamentos, drogas, sexo, jogos, comida, álcool, etc).
Aprendemos, ouvindo apenas o exemplo dos outros companheiros, que ao dizer nossos nomes, em todas as reuniões, em todas as apresentações, milhares de vezes por dia, nos lembraríamos novamente que somos únicos, que temos um nome e não mais um "vulgo", isso é o começo da mudança de hábitos.
Aprendemos que ao dizer nossa deficiência : "sou uma co-dependente", "sou uma adicta", "sou uma nar-anon", não nos depreciamos, ao contrário disso, nos lembrando sempre que temos uma doença e que devemos sempre estar vigilantes em relação a isso, não corremos o risco de voltarmos a sofrer por causa de nossas doenças.
Aprendemos que "em recuperação", nos avisa sempre que hoje somos quem somos, por que decidimos abraçar UMA NOVA MANEIRA DE VIVER, decidimos sair do fundo do poço, decidimos tomar posse novamente de nossas vidas, decidimos levantarmos nossos corpos e nossa auto-estima e voltar a caminhar, decidimos RECUPERAR A AÇÃO de nossas vidas...
__________________
Awareness Ribbons Customized - ImageChef.com
Refletirei sobre quem é a pessoa mais especial da minha vida, sobre a importância de se estar no topo da própria lista de prioridades, se eu não estiver bem para se salvar, quem o fará?
Não podemos fazer bem aos outros se nem ao menos sabemos fazer o bem para nós mesmos!
Dedicarei um dia somente a mim, mesmo que o dia esteja cheio de compromissos e afazeres, dedicarei-o a mim, pensando um pouco mais em mim mesma, em meu nome, em quem eu sou, pararei por alguns minutos e reservarei esse tempo para alguém muito especial: EU!
__________________
Sábado o namorado mostrou essa música da Pitty, disse: "Ó você aí..." rs, eu já tinha ouvido essa musica, milhões de vezes, mas sábado foi diferente.
Lembrei da minha caminhada, e da caminhada de muita gente que está até hoje caminhando comigo e permitindo que eu caminhe com eles, e da caminhada de muita gente que ficou no meio do caminho - a dor no peito por aqueles que desistiram e voltaram a sofrer as vezes, como hoje por exemplo, me fazem sentir falta de ar e marejam os olhos.... "Henrique,Caio e Companheiro daquele blog que me acolheu quando eu cheguei por aqui... volta logo meu amigo!Volta vivo!!".
Lembrei do exemplo de alguns companheiros, de como conseguem fazer de suas vidas um exemplo de recuperação, porque eu estou longe de ter uma recuperação exemplar mas ouvindo essa musica minha auto-estima deu pulinhos de alegria, fiquei orgulhosa de mim mesma, a mudança é bem devagar e por isso algumas vezes achamos que não mudamos nada... algumas musicas no momento certo, nos mostram que mudamos sim, nem que tenha sido um pouquinho.
Companheiro "Adicto em Recuperação" do Blog  http://limposporhoje.blogspot.com/ essa é pra tu tb...
e Giu lembrei muito de vc também.
Mudamos não é mesmo? A caminhada não acabou, mas quanta diferença não é mesmo?

6 comentários:

VALEU A PENA disse...

Cicie, nossa que postagem em garota, acho que às vezes você escreve para mim...kkk Oi, eu sou a Giulliana, uma codependente em recuperação... Adorei essa parte!!!
Acho que estamos evoluindo não é mesmo??? Estamos nos recuperando...
Adorei a postagem.
Beijos

Registrando a Vida disse...

Oii Cicie
Adorei como sempre seu post
Adorei a musica.
A pitty é considerada meio louca pela geração que nem sabe o significado da palavra mudar, mas loucos somos todos, tanto os que mudam porque precisam, como os que precisam e não mudam.
Oi, eu sou Aline uma codependente em recuperação.
Adorei
um super bjos e
tamujuntoooo
Obrigada por vcs todos existirem

Adri disse...

obrigada amiga

obrigada pela postagem


amo vc

adicto em recuperação disse...

Cicie, amiga!
Valeu pelas palavras....por sinal, muito bem colocadas.
Seu post, aliás, seus post's são mesmo excelentes. Me identifico.
Agradeço por estar sempre partilhando aqui suas experiências.
Se eu fosse fazer minha identificação aqui de cada Irmandade dos Doze Passos que faço parte, tomaria algums minutos...rsrsr
Mas digo que sou o Júnior, um adicto em recuperação.
TAMUJUNTU.

disse...

Uauuu... que poste maravilhoso, tocou la no fundo da alma, fiz um questionamento para mim msm!!!
Estou pensando muito em mudança, lembro que comentei aqui, que eu não achava dificil mudar, mas me questionando percebi que eu não mudei em nada, não estou fazendo nada para mim e nem para a volta do meu namorado, e ontem qndo ele pediu para eu ir no nar-anon foi um choque pra mim, não sei pq, mas parece ser tão dificil para eu ir nessa reunião, toda terça eu lembro que tem reunião mas eu coloco milhões de impedimentos na minha cabeça rsss, estou convidando uma amiga para ir cmg, pq sozinha eu não tenho coragem, ai percebi o qnto dificil é mudar, com isso conclui que é preciso mudar, mas não é fácil rssss aii aii... meus pensamentos foram a mil por hora depois desse post rsss..
TE AMOO CICIE
SAUDADE DE TI AMIGA

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Rsrsrs Adorei as apresentaçoes!
Vcs nao existem sabiam? Rs Fazem da minha recuperaçao a coisa mais importante da minha vida! AMO MUITO VCS.VCS ME SALVAM A CADA DIA!
Je meu amor, faça isso leve uma amiga, mas tenho certeza de que muitos outros novos amigos estarão te esperando por lá

 

··¤(`×[¤Cicie e Ana¤]×´)¤··

"Insanidade é fazer as mesmas coisas, esperando resultados diferentes." Descobrimos que sozinhas não conseguiríamos, mas que com pessoas que buscam as mesmas vitórias, nos sentimos mais fortes,menos solitárias, e mais conectadas com nosso Poder Superior. Um dia de cada vez a gente junta um ano.

Free CSS Template by CSSHeaven.org TNB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...I