Oi gente, vou deixar esse espaço pra quem quiser partilhar, fazer perguntas, pedir ajuda em relação a alguma situação dificil que esteja passando, e também pra quem quiser dividir alguma história legal, divertida, engraçada e que possa ajudar alguém!!!
Enfim esse espaço aqui é de quem visita o blog, pra que a gente troque ideias, pra quem quiser dar opiniões ou sugestões de posts, de leitura... Ou pra quem tá com dificuldades em relação a alguma coisa, e que partilhar, pra quem pisou no cachorro, chutou o gato e brigou com o chefe... Pra quem ganhou uma promoção, trocou de ficha, comprou a casa nova!!!

É isso aí ... nesse espaço quem manda são vcs....

Nada será moderado, todos os comentários serão abertos!!!

111 comentários:

Kátia disse...

OBRIGADA COMPANHEIRA PELA POSTAGEM FEITA EM MEU BLOG. BEIJOS.BONS MOMENTOS PRÁ NÓS, AFINAL...SOMOS MERECEDORAS

Pro-Mut Programa Mutação disse...

Há 25 anos, no mês de setembro, ganhei uma nova oportunidade de vida, hoje tenho dois aniversários no mesmo dias, nascimento e recuperação.
"Luz & Paz"
Odemar Brandão

Anônimo disse...

Bom Dia... Hoje me vejo muito mal, pois ontem eu e minha namorada (adicta) tivemos uma conversa muito séria, pois ela me disse que eu estava levando ela a um processo de recaida, eu disse que nao havia percebido que ela precisava me falar, entao ela me deu uma semana pra procurar me mudar... eu frequento uma sala de nar anon. Eu preciso de ajuda preciso praticar o desligamento mais é dificil... Sei que meu Poder Superior irá me auxiliar nisso pq tenho que querer e eu quero e vou fazer não quero perder a minha vida e nem a mulher que amo... pq afinal eu tbm sou doente....

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Sei que o programa nos sugeri evitar retornos, mas se eu puder ajudar com minhas palavras amigos, pegue-as com carinho, do contrario esqueça, faça de conta de que não falei nada.

Imagino que assim como eu vc e sua namorada vivem em recuperação, sei como é dificil quando o outro tb está em recuperação, as vezes é invitavel fazer comparações, assim como é dificil receber um retorno do outro e não se magoar.
Amigo... peça ajuda, abra seu coração, sei lá foi o que eu fiz, pedi ajuda ao meu familiar adicto, ele me apoiou muito, soube perceber que eu ainda estava confusa.
Partilhe no nar-anon sua dor, assim como eu vc sabe que as vezes é dificil partilhar sobre nós mesmos, e arranje um padrinho, que vc se identifique, aquele com o qual vc possa partilhar sobre tudo, um padrinho não precisa ser necessáriamente um companheiro de sala, pode ser de outro grupo, ou as vezes vc se identifique com a historia de um companheiro de NA, ele pode tb ser seu padrinho, e outra padrinho pode se abrir mão a qq momento, não se esqueça...
Te amo AMigo... precisando tamos aqui esse espaço é pra isso, pra gente escrever partilhar, por pra fora...
Dor dividida é dor diminuida!

Anônimo disse...

Estou sem palavras, nocauteado, sem saber o que escrever. Sinto frio. Me sinto como se tivesse cometido um crime hediondo. Familiares me voltam as costas. Ignoram-me e adjetivam-me. Na verdade não sei se me amam de verdade, ou se me odeiam com tamanha intensidade. Sexta à noite sentia-me suficientemente forte para sair e ir até uma sala de NA. Não porto dinheiro e pedi 20 reais emprestado a meu pai, que relutou em me dar. Não tomava um antidepressivo há dois dias. Este antidepressivo é conhecido como Zetron. Todas as vezes que recaí, coincidentemente, não o havia ingerido. Estava arrumado, peguei o dinheiro e sai. Ao iniciar minha caminhada pela rua veio uma sensação esquisita e tentadora. Não andei cem metros e já estava tomando o rumo da insanidade. Recai. Não houve farra alguma. Estive em um local muito ruim. Não houve bebida, comida e muito menos mulher. Cobraram-me por uma dose o dobro do preço. O dinheiro acabou. Usei outras doses com o preço dobrado. A droga parecia não ser "a droga" pois não fazia efeito. Voltei em casa e menti e pedi mais dinheiro. Mais 30 reais. Depois regressaria em busca de mais 10 e foi o final. Usei algo que parecia ser a droga, mas não sei se era, ou não. O fato é que poderia ser, mas muito fraca. Envergonhado não queria voltar para casa. Este é um vacilo tremendo. Uma burrice. De repente, ao clarear o dia, resolvi bater na porta de um conhecido que odeia drogas. Falei para ele que precisava pagar uma dívida de droga e ele não quis me ajudar alegando que estaria me prejudicando. Eu insisti várias vezes e ele me emprestou 15 reais. Voltei na boca e pedi 3 doses. Deram-me uma e me mandaram embora. Voltei para casa e meus pais dormiam. Tomei banho e fui direto para a cama. O corpo estava moído e cheio de dor, das idas e vindas, à pé, em busca de dinheiro. Esta foi a minha recaída. Triste em todos os aspectos, só para meus familiares foi uma "farra", uma "festa". Condenado sem julgamento me fuzilaram com olhares e pensamentos. Quem havia me esquecido apareceu para se mostrar "escandalizado(a)". Não diante de mim, mas perante meu pai. Buscavam criar animosidade entre eu e meu pai. Estou mal para falar sobre o assunto. O fato é que recai, simplesmente recaí. Não pratiquei nenhum crime, não pisei em uma única barata. Paguei caro por uma dose de droga. Não curti nada, não me diverti e apenas o sentimento de culpa e a vergonha me dominaram, como ainda domina. Fiquei mais solitário que estava antes, mas continuarei empenhado em minha recuperação, com ajuda de deus, dos internautas e de quem mais quiser me ajudar. Sinto um vazio imenso dentro de mim e uma dor enorme em me sentir só, isolado como um leproso. Deixo meu desabafo aqui. SPH

adicto em recuperação disse...

Passando aqui pra deixar um forte e carinhoso abraço a todos!
Bons momentos e TAMUJUNTU.

Anônimo disse...

Oi cici ! Fala pro SPH entrar em contato comogo por e-mail pois eu não consigo comentar no blog dele.Bjs e obrigada! Rosa

Anônimo disse...

Boa tarde...
Depois de uma crise, de meu querido usando 5 dias, enfim, o final de semana, ele está bem!
Até que fomos na boca pagarmos a sua divida com a irmã dele, ela sabe da sua adicção, e as vezes atrapalha, porque gosta de dar um tirinho e outro (ele é usuário de cocaína), ai, ela pediu maconha, sabendo que ele passou por uma crise, sabendo que ele não ia resistir, ela fez isso...
Minha vontade era socar os dois, ela porque sabe da verdade, e ele porque não passa de um moleque, que larga um, cola no outro...
Sabe, as vezes me desanimo... Na sexta-feira, deu-me a sua palavra que não usaria mais; ele vem de 16 internações, conhece todo os 12 passos de NA, o que falta nele é uma posição, uma atitude...
Ele quando saiu da clinica, ficou super bem, ai os dias foram passando, e a mãe, o qual também é co-dependente e sempre falo para frequentar o Naranon, diz que não precisa disso, que tudo balela... E infelizmente, acaba sabotando a recuperação dele...
E na semana que ia tudo bem, eles brigaram, e no meio da discussão ela mandou ele ir usar drogas, ai vc já sabe, é como falar para criança ir correr atras de um doce.
Enfim, tá dificil, mas acredito no Poder Superior, e SPH vou me amar, SPH troco a auto-piedade pela auto-ajuda.
Mas, precisava desabafar, minha raiva dos dois..

Abraços...
Só Por Hoje

adicto em recuperação disse...

Oi, amiga!
Quero aqui dizer que TAMUJUNTU, visse?
Compreendo suas palavras e sei o quanto estás magoada com eles.
Mas, olha...não vai adiantar muito vc sentir-se assim, não. Pelo contrário, vai é piorar ainda mais o seu estado emocional.
Faça como vc mesma disse: troque sua auto-piedade pela sua auto estima.
Tenho certeza que vais sentir-se bem melhor.
Qualquer coisa, amiga, tamos por aqui.
Abração e bons momentos.
TAMUJUNTU.

Mari disse...

Obrigado amigo adicto!!!
Sábia palavrass...

Depois de ter vindo aqui desabafado, ele foi para casa dele, segunda trabalhei, dps do trabalho nos encontramos, fomos para casa da minha tia, hoje passamos o feriado junto.
Agora noite fomos a igreja, foi muito produtivo...
Percebi que para ajudá-lo, eu tenho que me cuidar também...

Rolou um stress da mãe dele, nós chegamos lá, e ela sabendo que na semana da crise, ele vendeu várias coisas, como eu também sei, porque ele me contou..Mas ela fez questão de pergunta das coisas que ele vendeu, do tipo "onde está tal camisa", "onde está tal bermuda", sabendo que ele havia vendido, percebi que nessa hora, ele ficou desconfortavél, disse que se sentiu humilhado.
Eu falei para ele, não ligue para o que ela faz, infelizmente o que plantamos hoje, colheremos amanha, se ela acha que te humilhando ajudará na tua recuperaç~]ao, não ajudará, mas nem por causa disso, não desista da sua recuperação, pois é pra vc, pra vc se manter bem consigo mesmo...
Confesso que ela me estressa, sei que ela está doente, mas também não quer procurar ajuda, ai fica dificil...

Mas o que importa, que SÓ POR HOJE eu escolhi viver bem...
E o dia de hoje foi ótimoooooo

Tamooo juntoooo !!!
Ótimo restinho de semana..
Abraços

(Bem, eu postei o comentario anterior como anonimo, mas pode me chamar de Mari)

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Mari, obrigada por retornar pra contar que as coisas estão melhorando, obrigada por confiar em nós para partilhar...
Estou orando por vcs... tudo vai dar certo amiga!

Mari disse...

Eu que agradeço Ciciii, pelo espaço, pelas palavras, por tudooo...

Só Por Hoje !!!

Abraçoooos

Mari disse...

Seria um final de semana maravilhoso...
Se não tivesse problemas no trabalho e se ele não tivesse usadoo...

Ai que raivaaa...
Ele saiu do NA, e foi na casa de um amigo ver uns negocio de trabalho, estaria tudo bem se esse amigo não tivesse chamado ele e a irmã dele para comer uma pizza...
E é claro, que esse amigo tinha que ter muitos amigos que bebem e cheiram....
E eu ainda liguei, e fiquei brava por não ter me chamado, mas porque vai me chamar ??? Eu iria estragar a festinha deles...
O certo amigo ainda perguntou de mim...

Hoje ele me ligou, pra falar que não está bem, que mais tarde vai vir aqui em casa...Contou que bebeu, que usou...
Agora estou chorando de raiva, sei que chorar não vai adiantar de nada, mas puta merda, eu pedi pra não ficar em casa esse final de semana, falei que queria sair, porque estou muito nervosa com as coisas do trabalho, custa pelo menos uma vez fazer uma por mimm ???
Não passa de um moleque, um irresponsável...Nem sei se quero que ele venha aqui em casa hoje, nem sei se quero vê-lo, porque minha raiva é tanta, e se eu vê-lo é capaz de descarregar tudo isso e mais um poucooo...
Até quandooo ?!?
Quanta irresponsabilidade...Porque não deixou pra resolver isso hoje, porque passou na casa desse amigo ontem...Será que não pensa nas consequências...

Depois ele ainda fala que eu sou a única pessoa que entende ele...
Confesso que já não estou mais querendo entender...
Confesso que agora estou querendo jogar tudo p/ alto de tanta raiva...
Poxa vida, a situação tá dificil aqui em casa, problemas no trabalho e eu ainda preciso dissoo...

Ai que raivaaa, que vontade de socar a cara dele na parede pra ver se aprende...
Poxas vida, será que não aprendeu ainda...
"As más conversações corrompem os bons costumes"
Será que não vê que existem dois tipos de pessoas as que te levam para cima e as que te levam para baixo...

Do que adiantou ter ido no NA ontem, se depois encheu o nariz de cocaína ?!?
Agora fica toda arrependido, cheio de remorso, todo meloso, todo chateado, falando que está se sentindo mal, que está sofrendo, que não está bem ?
Porque cheirou então ?
Se viu que a coisa estava ficando ruim, porque não foi embora pra casa ?!?

Que raivaaaa
Que merda de final de semanaa...

E eu ainda dúvido muito que irá vir aqui a noite...Irresponsável, um moleque que não consegue driblar a própria vontade, que se deixa dominar por uma merda de cocaína...


Só por hoje eu queria ter um final de semana feliz !
Só por hoje eu queria estar numa praia longe dessa maldita droga e dessa maldita amizade

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Mari, me emocionei demais com sua historia, no começo a minha foi assim, infelizmente quem tem que perceber essas coisas são seu amado, só percebi isso depois de um longo tempo perdida na recuperação do outro e o outro só percebeu isso quando percebeu que eu estava buscando recuperação para mim e não para ele.
Lendo seu post lembro de quantas vezes eu passei por situações dificíeis e doloridas tentando ajudar meu marido na epoca a seguir sua recuperação, acabando perdida num poço que eu nem sabia que tinha cavado

Mari disse...

Estou um pouco melhor..
Conservei com um amigo dele do NA, foi bom sabe, li o blog da Poly, o seu, sempre escuto a reflexão do Nara-non..

Agora a noite falei com ele, repeti as palavras que ele havia me pedido pra repetir se caso isso acontecesse - "irresponsável, moleque, há 20 anos na mesma coisa e ainda não aprendeu, precisa aprender mais o que ?"

Foram as minhas palavras, disse também que estava muito chateada, pois queria sair, dar uma volta, poder aproveitar o meu final de semana, já que o trabalho tem consumido me estressado... Deixei isso bem claro para ele, dizendo que não teve tempo para mim, que teve tempo para ela...
Ele responde, não foi assim...
Eu afirmei que sim...

Não sei se fiz certo ou errado, não posso fazer dele meu depósito de lixo, nem depositar nele as minhas frustrações, mas falei o que precisava falar...
O pessoal da clinica ligou para ele, é incrivel que nos dias de crise eles sempre ligam, não sei se a mãe dele liga lá, mas eu nunca liguei...
E ele comentou sobre isso, e respondi que ele deveria responder as ligações porque são pessoas que realmente se importam com ele, pessoas que ele realmente deve correr atras, manter amizade, não "aquelas amizades" que não prestam...

Estou mais aliviada, estou mais calma, chateada ainda..
Pedi também, pra ele não continuar com o ciclo vicioso dele, não por mim, mas por ele, pela recuperação dele...

E estou pedindo para Deus, que esta noite termine com a paz que excede todo entendimento humano no meu coração e no coração dele...
Sei que se eu estou sofrendo, ele sofre muito mais, talvez ele não veja ou veja, isso, só ele sabe...
Que amanha seja um dia sereno para ele e para mim também.

E eu, também vou correr atrás da minha recuperação.
Preciso me importar comigo, já que ele não está conseguindo.
Infelizmente, a maldita adicção é quem está falando hoje.

nrr disse...

Sou namorada de um dependente quimico e ele está neste momento em uma clinica de recuperação a 700 km de minha cidade, não citarei o nome para não prejudicá-lo pois ele ainda se encontra la.
Foi internado involuntariamente e a solicitação da internação involuntária ("resgate") foi feita pela mãe (pela lei só um parente de sangue pode fazer e só o mesmo parente pode solicitar a saída)
Pela distancia so pude visita-lo uma vez e, fisicamente, ele esta mto bem, 30kg mais gordo, etc, como nunca o vi... Porém pessoalmente ele me relatou (pois ao telefone ele nunca tinha me dito nada) que foi sim submetido a maus tratos, humilhações, tentou fugir e apanhou, fraturou a costela e ficou sem escutar de um ouvido alguns dias em virtude dos chutes q levou no rosto. A "tal clinica" o levou ao hospital para o raio-x e etc somente duas semanas apos (de acordo com ele para que os hematomas diminuissem)e ele relata que chorou por varias noites de dor pedindo ajuda e nada foi feito... O funcionário que o agrediu foi mandado para outra clinica "parceira", a clinica constava como parceira no site da "tal clinica", porém logo após o episódio o site saiu do ar e foi reformulado, não constando mais a "parceria". Correlacionando os fatos eu percebo que algo realmente pode ter acontecido como ele relatou...
Ele me liga de la uma vez por semana, mas percebo ele mto coagido, conversa comigo frases decoradas e qnd pergunto sobre algo "mais serio" ele nao responde, ou responde cochichando.
Já esta lá ha 5 meses, o contrato estipulava 4 meses de tratamento, aparentemente convenceram a mãe dele que o melhor seria deixa-lo mais tempo por la (so ela ou o médico pode autorizar a saida d acordo com a lei), mesmo ele querendo sair e apresentando claramente estar fisicamente bem e em sã consciencia.
A mãe dele me "soltou" que o dono da tal clinica fez ela assinar umas coisas pois ele ja ouviu comentario de que meu namorado vai processar a clinica e ele ja esta sendo processado (lavagem de dinheiro publico), meu namorado desconfia que por isso estao o segurando la...
Quero dizer, EU SOU A FAVOR DA INTERNAÇÃO INVOLUNTARIA, pois sei que em alguns casos (como foi do meu namorado) a pessoa nao tem condições de decidir por si propria porém existe uma lei q regulamenta e diz que de maneira alguma podem haver tais barbaries por parte das clinicas é intoleravel, violência nao trata doença nenhuma!!! Alem do q a lei diz q td interno de internação involuntaria deve ter LIVRE ACESSO A TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO, então não entendo pq ele so tem direito de me ligar 1 vez por semana, 5 min e ainda com pessoas do lado pra "vigiar" (isso é ter livre acesso???). O q exatamente eles acham q ele não pode me falar???
Estou de mãos atadas, sem saber como agir ou proceder de tão longe e não sendo um "parente de sangue"

Anônimo disse...

Nrr! Fiquei por um bom tempo pensando em como lhe responder ou alguma forma em como te ajudar. Na minha jornada ouvi alguns relatos como o seu, e tive a sorte de meu familiar estar frequentando NA no momento em que ele achou q precisava de uma internação.
Como só posso dizer do que eu vivi e vi, posso te dizer que algumas vezes os adictos são bastante manipuladores, mas se no seu caso vc e sua sogra suspeitam de que algo esteja errado, sugiro que denunciem a clinica e providenciem que seu familiar seja transferido imediatamente para outra.
Internaçoes para tratamento de dependentes quimicos devem ser contratadas com a mesma cautela a qual escolheriamos um asilo para um parente idoso ou com o mesmo grau de exigencia que contratariamos um cirurgiao.
É preciso ter referência, ter procedencia e indicacao, bem como equipe preparada e profissional, muitas vezes pecamos por nos deixar influenciar pela beleza do lugar ou pelo sorriso do dono da clinica (na maioria das vezes pelo tempo limpo do dono da clinica).
Só quem pode te dizer se determinada clinica é ou não ética sao as familias e as pessoas que passaram por ela, nenhuma clinica pode garantir a cura do adicto, porque o unico q pode recuperar o adicto é ele mesmo. Ja conheci companheiros q nos momentos de insanidade se auto mutilaram para culpar a clinica de maus tratos para poderem ser trazidos pra casa e assim sairem para usar novamente, como tb ja vi familiares nao acreditarem em seus adictos e acharem q era mais uma de suas manipulaçoes e dias apos tanto o que voltou da clinica e foi usar drogas como o que permaneceu internado apareceram mortos um a tiros e o outro excesso de calmantes e moderadores de humor.
Mantenha a calma agora, qq atitude precipitada ou impensada pode prejudicar ainda mais a recuperaçao do seu familiar, pergunte aos companheiros do seu grupo após a reuniao se eles conhecem a clinica q ele esta, pesquise na internet sobre ela, orkut, google, etc
Visitem a clinica fora dos dias de visita, peça o telefone de outros familiares para a clinica ou nos dias de visita faça amizade com outros familiares, e no caso de realmente haver maus tratos, nao se sintam coagidas por qq ameca da clinica, chamem a policia, resgatem seu familiar e denunciem a clinica, exija um exame de corpo delito, assim q sairem da clinica!
COMUNIDADE TERAPEUTICA DEVE TER O MESMO RESPEITO COM QUE TRATA SEUS PACIENTES! A QUE COMETE MAUS TRATOS DEVE SER TRATADA COMO UM LIXO E A QUE SE BASEIA NA ETICA, DISCIPLINA, RESPEITO, PROFISSIONALISMO E AMOROSIDADE DEVE SER RESPEITADA E APOIADA.
TE AMO NRR, AMO TB SUA SOGRA, POIS IMAGINO COMO O CORACAO DE VCS DEVE ESTAR MACHUCADO, NAO SE SINTAM CULPADAS, VCS FIZERAM O MELHOR PARA TENTAR SALVAR A VIDA DA PESSOA Q VCS AMAM, MAS NEM SEMPRE QUEM ABRACA NOSSA FAMILIA REALMENTE AMA NOSSOS FAMILIARES!
Precisando estou aqui, tamu junto! Obrigada por confiar em nós e pode ter certeza de q seu anonimato será preservado, se vc quiser pode excluir qdo quiser seu comentario e se quiser partilhar mais ... a casinha aqui é nossa!
Amo vcs de um modo especial...abraços fortes e sinceros.Cicie

Nrr disse...

Oi, sou eu de novo (Nrr do post acima), postei este comentário em vários blogs, porém somente duas pessoas quiseram dar opiniões (vc e o blog "respeito é bom e eu gosto"), esse assunto é mesmo muitissimo delicado. Estou com medo até de divulgar o nome da clinica pelo fato dele ainda estar lá!!!
FATO INTERESSANTE E CURIOSO: a mãe dele comentou comigo q na sua ultima visita (sábado) eles fizeram ela assinar uma declaração pois sabiam que ele estava pensando em processá-los, pq esse "medo"? Quem não deve não teme não é mesmo??
Portanto, por enqnt, ou seja, por mais 20 dias (e nada mais), manterei o nome dessa clinica em sigilo, mas não vejo a hora de escancarar e "abrir a boca"
Graças a Deus ele vai sair daqui 20 dias
Obrigada pelo apoio Cicie!!
GOSTARIA DE DIZER A TODOS QUE ACOMPANHAM ESTE BLOG E OUTROS Q VAMOS SIM DENUNCIAR OS MAUS TRATOS, JÁ ESTOU PROVIDENCIANDO AS COISAS D Q PRECISO. TENHO TODOS OS NOMES ENDEREÇOS E TELEFONES DOS PACIENTES Q ESTÃO OU ESTAVAM LÁ E PRESENCIARAM O FATO DELE TER APANHADO E MUITOS JA DISSERAM QUE CONCORDAM DE BOM GRADO TESTEMUNHAS A FAVOR DELE. TBM VOU AO HOSPITAL EM QUE ELE TIROU O RAIO-X BUSCAR A FICHA MÉDICA DELE DO DIA Q ELE ESTEVE LÁ
*outra obs.: a clinica alega que ele machucou a costela pq pulou o muro e caiu, porém eles próprios se contradisseram, pois ao relatar a tentativa de fuga disseram q ele fugiu ao abrirem o portão pra uma visita ir embora (então ele não pulou nenhum muro?!?!?!?)
JÁ SEI Q A CLINICA, COMO INFORMEI A VCS, JÁ ESTA SENDO PROCESSADA PELO Ministério Público POR "LAVAGEM DE DINHEIRO PÚBLICO", COM CERTEZA ELES VÃO ADORAR JUNTAR À ISSO A MINHA DENÚNCIA (a titulo de informação sou estudante de direito)
MESMO QUE NÃO FIQUE PROVADO EM JUÍZO OS MAUS TRATOS (visto q esconderam ele ate q os hematomas sumissem) VOU DENUNCIAR ESTA CLINICA EM TODA A INTERNET
LI NO BLOG : SAUDADES DA FRAN (http://saudadesdafran.blogspot.com/2010/04/carta-da-mae.html) SEUS RELATOS SOBRE A CLINICA ONDE ESTAVA E É TD COMPLETAMENTE DIFERENTE, MESMO COM OS PACIENTES Q LA ESTAVAM INVOLUNTARIAMENTE E, APESAR DO DESFECHO TRÁGICO, ELE DESCREVE MUITO BEM A CLINICA E PERCEBO VISIVELMENTE A DIFERENÇA
A TODOS OS FAMILIARES Q PROCURAM CLINICAS AO SEUS ENTES
COM CERTEZA NO DIA QUE ELE CHEGAR AQUI VOU SONDAR A FUNDO ESSA ESTORIA COM ELE (como disse a cicie o dependente as vezes manipula muito) E SE EU DESCOBRIR, MESMO Q SOMENTE NO OLHAR DELE, UM MÍNIMO DE INDÍCIO DE QUE AS COISAS ACONTECERAM COMO ELE DISSE E NÃO COMO A CLINICA ALEGA ELES ESTARÃO EM SÉRIOS PROBLEMAS, AFINAL NADA COMO UMA DENÚNCIA NA NET NÃO É MESMO??
EU VOU ATÉ O FINAL COM ESSA ESTÓRIA, DIVULGAR TODA DESDE O "RESGATE" ATÉ OS MAUS TRATOS E PRINCIPALMENTE VOU DENUNCIAR ESTA CLINICA EM TODA A INTERNET; FACEBOOK, ORKUT, BLOGS E TD MAIS. LUGARES ASSIM DEVEM SER BANIDOS DA FACE DA TERRA, NÃO SÃO TRATAMENTOS, APENAS EXCLUSÃO SOCIAL E CONFINAMENTO (nem espaço para caminhadas tem lá)
Abraços a tds e logo volto com mais notícias!

Nrr disse...

Ah, esqueci de dizer: não tem como eu ir lá assim, fui uma vez só e ainda ssim com dificuldades, pois fica a 700 km de minha cidade e nós temos dois filhos pequenos, por isso estou tão preocupada. A mãe dele (parente de sangue que requisitou a internação compulsória) escolheu este lugar justamente pela distancia e para dificultar possiveis fugas.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

NRR Não nos deixe sem notícias!
Ah também não caia na história de eterna vitima do adicto, não se esqueça de que vcs não tem culpa alguma, fizeram e fazem querendo o melhor para ele.
"A Adicção é uma doença, o adicto não tem culpa por ser doente, mas é responsável por se recuperar desta doença!"

Mari disse...

Cici, boa noite querida..
Passei para desejar uma ótima semana a vc e a todos, e um ótimo fim de mês!!

Aproveitando, vamos falar do meu amado..
Sim, amado, eu amo acima da maldita adicção..
Ele me faz bem, mas infelizmente, onde há droga, nada cresce, nada desenvolve, não existe perspectiva e vida!

Mass... a parte boa, é que ele está buscando recuperação, depois daquele fds, conversou com um companheiro do NA, e as coisas que eu falava pra ele fazer, o companheiro repetiu tudo (glória a Deus por isso), mas prova que santo de casa não faz milagre..

E essa semana ficamos sem se falar, para ele organizar a vida dele, fazer o cronograma, fazer as atividades do dia-a-dia, procurar o emprego (ele está disponível no mercado de trabalho....rss), enfim, tudo o que ele precisa fazer para contribuir na recuperação dele que ele não estava fazendo...

Confesso que esses dias foram MUITO dificeis, que apesar da maldita doença, todo DQ tem um lado que muitas pessoas não procuram conhecer, que é o lado pessoal, das qualidades..
Sim, DQ tem qualidades...

O meu querido ele é muito carinhoso, atencioso comigo, me trata como nenhum homem me tratou, mesmo na loucura de droga, não aumentou o tom de voz comigo, me deixou falando para não acontecer algo pior...
E dentre essas qualidades, desde de que nos relacionamos, nos falamos TODOS os dias, quando a doença se manifesta, ele me liga mesmo assim, pra dizer que não está bem... Claro que por diversas vezes falei algumas coisas que são verdades, porém numa hora desnecessária...Pois aprendi, que existem que as respostas estão dentro dele e não dentro de mim...

Enfim, foram dias ruins ficar sem falar com ele, sem ao menos saber como está, mas sabia que era por causa da recuperação, que ele tem que organizar a vida dele...
Isso foi o que me consolou, mas chorei muito, durante esses dias a minha co-dependencia GRITOU muito, querendo se manifestar de diversas maneiras insanas...
Recorri aos 12 passos, as mensagens diárias do NARA-NON, recorri a Deus, que durante esses dias o seu ouvidinho vibrou muito pedindo, me escuta, me ajuda...
Mas, também preciso ser tratada, preciso ser transformada, e tudo isso tem um tempo - "há um tempo determinado para todas as coisas".

E ontem, ele me ligou!!!!
Me tremi inteira, coração disparou...
Estamos há quase 2 anos juntos, nos conhecemos há 3 anos, e é incrivel como meu coração ainda dispara com uma ligação...rs
Conversamos muito, fico triste pela mãe dele não querer a ajuda do NARA-NON, pois está muito doente..
E isso não o ajuda na recuperação...Mas, como eu disse, não desista de você mesmo!

Hoje passamos o domingo junto, visitamos um casal de amigos...
Fiquei "encanada", pelo fato dele ter tomado uma cerveja e vinho, porque logo pensei na droga (co-dependencia também pensa muito na droga), mas prometi a mim mesma que não ia falar nada, que a recuperação é dele, e a minha eu tenho que seguir...
Voltamos bem, agora estamos conversando pelo msn...
Ele me agradeceu pelo fds, por ter ficado, por ter proporcionado algumas horas boas a ele..
Melhorou a minha auto-estima...

Enfim, até quando isso vai durar, eu não sei.
Só por hoje, eu escolhi me amar e cuidar de mim, e escolhi amá-lo acimda da adicção...

Serenidade, sanidade e paz para todos nóss...

TAMO JUNTO!
SPH

Mari disse...

Olá Cicie, boa noite..

Hoje meu amado não estaá bem..
Ficou muito nervoso, por algo que aconteceu ontem conosco..
E hoje passei na sua casa para pegar um óculos e infelizmente ela estava lá..

Mas fiquei indiferente sabe, fiquei triste, mas não igual das outras vezes, não me deu vontade de chorar, de socar ele, nem nada...
Sei lá, to estranha sabe...
Antes eu ficava mal, mas hoje foi estranho.

Apesar dele estar frequentando as reuniões, fico em paz, mas seu propósito está bem meia boca, não é atoa que recaiu...
Mas nem quis saber como recaiu..

Enfim...
Serenidade a mim...Serenidade a ele.
Serenidade a todos nós..
É tudo que eu consigo pensar agora..
Vou continuar seguindo a minha recuperação, não posso parar...

Ótima semana a todos...
Deus abençoe
SPH

Retorno da fenix disse...

Vou deixar aqui a pagina que acabei de postar no meu blog,porque acho que muita gente passa pelas mesmas dificuldades que passei...

"Os dias de um dependente de crack não são nada fáceis.
Ontem sonhei que estava com alguns colegas de sempre
fazendo uso. Acordei sentindo o cheiro da droga, ansiedade, frio na barriga, ( gazes), irritação e junto uma vontade impulsiva de sair e ir direto atrás da droga, coisa do mal mesmo...
Eu hoje precisava ir ao Caps , mas lembrei que alguns colegas da ativa ficam sempre
perto do ponto onde tomo condução, então a doença começou a agir e então
me veio na mente a ideia de "talvez só uma e depois volto para casa".
E pensando no dinheiro que estava na bolsa.
Com o coração acelerado, olhei pela janela de casa e vi um dos antigos companheiros
que ao me ver fez um sinal daqueles que a gente faz com as mãos quando
tem que falar com alguém depois.
Fechei a janela, fiz uma oração e não saí de casa, foi a melhor solução para hoje.
Depois fiz um chá de capim cidreira (calmante) e misturei com um pouco de alecrim ( contra ansiedade)
e liguei o som, comecei a fazer as tarefas domésticas e tudo foi passando.
Meu marido saiu para trabalhar, eu fiquei sozinha com meu bebê, ouvindo música, programação
da rede de tv mundo maior (espírita) pedindo ao meu mentor forças o tempo todo.
Graças a Deus o dia acabou bem.
Venci mais um obstáculo, só por hoje fiquei limpa, amanhã tem caps, meu marido vai junto comigo...
É isso que acontece com todo usuário antes de uma recaída, não é facil segurar a vontade
que vem atropelando como um furacão.
Eu ainda não estou medicada pelo caps,tenho médico dia 22, mas até lá, vou tentar segurar com meus chazinhos e ajuda do meu marido.
Meu filho maior voltou de novo para casa da namorada.
Mas todo desafio faz parte da recuperação e fortalece.
Gostaria de ter sempre essa força de hoje."

Anônimo disse...

Olá, sou alcoolátra e adicto em recuperação.

Estou ficando bem nessas 24 horas.

Mas tenho tido dificuldades em lidar com minha mãe.

Sinto que preciso de independencia e sinto também que já não "rola" de morar com ela.

Sinto tipo uma "reação" negativa dela em minha recuperação, mas não posso sugerir nada para ela como co-dependente pois ela não aceita.

Quero pedir ajuda aqui para ver se consigo resolver isso..

Obrigado e tamojunto...

Se alguém puder enviar um email para ela e fazer o 12 passo ficaria imensamente agradecido.

O email dela é elaine_a_rocha@hotmail.com.

Favor não falar que fui eu pois ela não aceitará se for...

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Oi Anônimo, é uma grande atitude de amor você querer que seus familiares também desfrutem de uma vida de recuperação como você está desfrutando.
No começo da recuperação de todos, ou em até em alguns momentos após anos de recuperação todos nós passamos por fases de "atritos" familiares, é comum, e é porque estamos mudando, quando a familia muda junto com o adicto e estão todos em recuperação os atritos são menores, claro!
Não esqueça de que a familia também foi afetada pelo uso abusido de drogas, e que ela pode estar fragilizada, desconfiada e confusa ainda, quando um dep quimico decide entrar em recuperação a familia muitas vezes demora a entender as novas mudanças, existem familias que jamais se recuperam, passam a vida com o "pé atrás" com o adicto.
Culpa da família? Culpa do Adicto?
Não... Culpa de ninguém!!!!
A vida é feita de escolhas, conheço familiares que entraram em recuperação muito antes do adicto decidir pedir ajuda, como conheço adictos que entraram em recuperação e seus familiares continuam sofrendo com sentimentos de desconfiança, descrença, raiva, dor, mágoas...
Os grupos de Ajuda Mutua como N.A, A.A, Nar-Anon e Al-Anon, não foram criados apenas para quem precisa parar de sofrer, mas sim para aqueles que realmente QUEREM PARAR DE SOFRER...
Não abra mão jamais de sua recuperação companheiro! Jamais...
Não se esqueça que haja o que houver... Você é a pessoa mais importante da sua vida! E um dia limpo é mais um dia de MILAGRES!!!
Tamu Junto...;)

Anônimo disse...

Oi Ccompanheira CiCi, quero te agradecer imensamente por ter enviado o email a ela.

Eu vi aqui ela abrindo e ela ainda está resistente, mas está lendo.

Estou muito feliz por isso. Eu comecei a minha adicção desde a infancia através de remédios para gripe, remédios para tosse, para dormir, até chegar ao ponto em que minha vida se tornou incontrolável com as drogas mais fortes e o álcool, então está sendo duro não recorrer a estes remédios depois que paralisei com o álcool e as drogas, já que tem esses remédios para dormir aqui em casa.

Mas só por hoje estou limpo e feliz!!!

Por favor, mantenha contato com ela.

Eu vi um filme da vida de Bill W. e me marcou muito quando a esposa dele, a Lois, perguntou se eles voltariam a viver como antes e ele respondeu: "Não sei, só sei que não posso voltar atrás" e pensei muito nisso nesses dias para trás.

Meu sentimento em relação a ela ter aberto esse grupo de Al-anon no mesmo local onde funciona o AA onde sou ingressado é que ela quis usá-lo tipo como uma "extensão" do "consultório" dela de análise e, como eu assisto as reuniões, sinto que não tem a empatia e não "funciona" nem para minha nem para a recuperação dela.

Seu contato com ela me deu mais esperança, pois está difícil conviver com ela e, por enquanto, não sei se será possível mudar isso.

Tamo Junto!!!

Diario De Uma Bruxa Inconformada disse...

Olá gente!
Sou nova por aqui e é a primeira vez que partilho.
Vivi quase uma década com um dependente químico, me tornei codependente e ainda não me considero em recuperação. Terminamos nosso relacionamento no ano passado, pois, por mais que eu o amasse (ainda amo!) e ele a mim, no fundo eu sentia que nunca poderia dividir uma vida com ele. Ele foi internado muitas e muitas vezes, chegava a ficar limpo por algum tempo, frequentava o N.A., e quando eu começava a ter esperança de novo, ele recaia! Todo meu mundo vinha abaixo de novo. Tudo que eu começava a planejar junto com ele, desmoronava de novo na minha cabeça. Comecei a perceber que no fundo eu jamais poderia viver na mesma casa que ele, pois vi muitas vezes ele "limpar" a casa dele, quando não tinha mais dinheiro, e trocava pelo crack. E eu pensava: não vai dar! Não posso confiar em alguém assim, por mais amor que exista entre nós. Quando ele está na ativa nada mais importa. Vi ele reconstruir e destruir a própria vida dezenas de vezes e vi ruir todos os meus sonhos. Estou com 33 anos. Já não sou mais uma jovenzinha que tem todas as chances pela frente! Por muitos anos me dediquei somente a ele e esqueci completamente de viver a minha vida, e os meus sonhos ficaram enterrados dentro de mim. Eu não o culpo de nada, pelo contrário. Eu culpo a mim! Eu me tornei codependente e deixei minha vida pra lá e fui viver a dele. Agora busco a minha recuperação pra tentar resgatar o pouco que me sobrou de autoestima, dignidade, amor próprio e os meus sonhos... Às vezes ainda sinto culpa... sinto saudade... sinto vontade de voltar, na esperança que seja diferente... mas acho que não será e só me resta seguir em frente e viver a minha vida!

Abraços a Todos!
Saibam que estou com vocês!
Tandorí Tiamat.

claudinha disse...

este blog e fantastico,sou uma co-dependente mas tenho muita dificuldade de frequentar sala de auto ajuda e o pior vcs nao sabem... meu marido abriu uma comunidade terapeutica e gostaria muito de ajuda-lo mas no dia de hoje nao tenho estrutura nenhuma me sinto mal por isso....e fico implicando com tudo e nos ultimos dias ele tem tido muita serenidade,gostaria de voltar no mesmo animo de 4 anos atras qdo ele entrou em recuperaçao e eu achei q tinha entrado tbm , mas com ajuda de DEUS e de vcs vou conseguir!!!!!!!obrigada

De Tudo Um Pouco... e Um Pouco De Tudo! disse...

Cici, obrigada pelo comentário no meu blog e pela força que me passou!!
Estamos Juntas nessa, companheira!
Não desistirei!

Beijos!
Tandorí Tiamat.

Tandorí Tiamat disse...

Gente, conheçam meu novo blog:

Eu, Codependente: http://eucodependente.blogspot.com/

Bjos a todos!

Anônimo disse...

O Nar-Anon está com vídeo novo no youtube, por favor, ajudem a divulgar:


http://www.youtube.com/watch?v=zgJzkwkxtOg

abraços, ótimo blog

Kel disse...

Ola Cicie, acompanho seus comentarios em alguns blogs como da giu eda polly vc me acjudou bastante e em fez refletir, obrigada em ajudou em minha recuperação...bjus

Maria disse...

Oi, Cicie! Li seu depoimento referente ao Quarto Passo, e me interessei por um "roteiro" sugerido por palestrante de AA, voltado para alcóolicos, mas que não faz parte da literatura oficial de A.A. Queria muito esse roteiro, será que vc pode enviar por e-mail? Caso vc possa enviar, deixo meu e-mail: maria.gsb@bol.com.br
Grata. Maria

Anônimo disse...

Ola pessoal. Meu nome é Leticia e gostei muito de ler esses depoimentos. Estou tentando manter a calma, pois meu marido foi a uma reuniao de Na que acabou as 18hs, e nao voltou ate agora para casa. Não sei qual vai ser minha reação quando ele voltar, normalmente eu fico muito nervosa e falo muitas coisas que nem sei se deveria. EM Novembro vai fazer um ano que casamos, mas na verdade, nunca tive um marido. Desse tempo ele passou 4 meses internado e quando saiu nao praticou o programa, pois ele é muito arrogante e autosuficiente. Agora ele esta vendo a necessidae de uma continuidade e assiduidade. Ele está ( ou estava) limpo a dez dias, e em recuperação. Passamos por semanas que estamos juntos e outras que fico na casa de minha mae, mas percebo que quando voltamos a conviver no mesmo teto ele leva menos a serio o NA. Não quero ficar cobrando pois sei que não resolve, afinal ele nao tem uma gripe não é? A doença dele é verdadeiramente seria. Resolvi buscar na internet ajuda e encontrei esse blog. Acabei de comprar o livro da Poly, espero que me toque. Que Deus ajude meu marido, pois nao deve ser facil voltar pra casa depois de cair a real.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Oi Leticia, seja bem vinda, e fique a vontade.
O começo da recuperação muitas vezes é árduo e dificil, mas se persistimos a vitoria será certa!
Se me permiti sugerir, aqui no blog tem dois flmes ótimos pra baixar, um é sobre o AA e outro sobre Al-Anon, vale a pena assistir os dois juntos com o maridão, tenho certeza de que vão gostar.
Qq coisa que precisar , pode contar comigo!
Tamu juntas!!
24hs de paz e serenidade

Karla Tavares disse...

ola, sou a mais nova seguidora desse blog, ainda estou descobrindo a codependencia em mim, e estou precisando muito de ajuda, uma x que aqui em minha cidade não tem grupo de ajuda aos familiares, estou pirando, estou passando na psicologa e psiquiatra tbm, mais não to muito me entendendo com eles..preciso, de matéria, preciso de livros, preciso de palestras, preciso de ajuda...se alguém tiver algo pra me ajudar eu aceito de bom grado...obrigada por me ouvir...abraços

Anônimo disse...

Oi Cicie, obrigada pelas boas vindas. As coisas estao aparentemente melhorando, mas evito ficar euforica, pois sei que é um dia de cada vez, e cada vez mais o sph dele esta funcionando. Estamos trabalhando juntos, no mesmo emprego, o que facilita um pouco a recuperação dele, e eu me sinto ajudando na recuperação. Espero que ele permaneça nesse emprego, mas sph ele esta bem, e esta aqui "amontoado" em mim enqaunto escrevo. Estamos feliz, so por hoje. Que Deus esteja sempre presente, para todos. bj

Bella disse...

Gostaria que deixasse seu email, e seu face se tiver para nos comunicarmos,um forte abraço

Deborah Machado disse...

Lendo o Post descobri que amo incondicionalmente o meu Di! Eu o amo muito e SIM eu queria que ele não usasse crack!!! NÃO eu NÂO sei oe fazer ou se estou fazendo o certo, ele está na fase da contemplação e estou esperando que queira se recuperar, não forço, não manipulo nem chantageio apenas deixo minha opinião e ele faz c ele oq quiser! Atualmente tenho sido muito julgada, na vdd as pessoas querem me proteger pois ja passei muitas c coisa c ele, me separei por quse 2 anos e voltei agora e de verdade consigo ver melhora em su comportamento, ele n vende mais coisas, tem valorizado mais a opinião dos outros acho q isso é SIM uma evolução. Mais ele usa, está na ativa e eu n estou desesperada, estou esperando e COM ele pq mesmo separada eu esperava só que ai eu sofria agora eu não sofro. Mais as pessoas julgam, e pior que isso te punem por vc escolher estar ao lado de um "sem vergonha, sem salvação" como ja escutei muito. Isso sim me machuca não o uso dele. Enfim é isso!

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Obrigada por partilhar companheira,
uma companheira postou algo sobre isso hoje:
http://dependenciaecodependencia.blogspot.com.br/2012/11/quem-nunca-tece-preconteitoque-atire.html
talvez ajude, obrigada por partilhas amiga

Deborah Machado disse...

Estou c um problema: Não consigo falar! Eu ensaio oq dizer, na vdd eu ñ quero convencer, ñ tenho medo da resposta que ele vai ter eu não sei oq é mais não consigo falar por isso vou falar aqui: Di eu te amo! Eu estou c vc e vou c vc até o fim, não me envergonho da sua doença, não parei e nem vou parar a minha vida por sua causa mais a vdd é que vc adicto ou não é o homem q me faz felz só de olhas p mim! Eu gostaria q vc fosse ao médico, ñ psiquiatra psicologo nd disso a um médico que te peça exames p saber como está a sua saúde, ficamos quase 2 anos separados e vc se afundou na droga nunca te vi desse jeito e preciso saber se vc está "bem". Vc diz que quer parar mais vai fazer oq pra isso? O que vc quer fazer, oq quiser eu apoio e acredito!
agora me falem pq eu n consigo falar caramba!

Deborah Machado disse...

Cici obrigado querida eu li o post e concordei, me sinto chateada mais entendo como falei na partilha tenho q admnistrar

Anônimo disse...

sai de ua clinica de 9 messes fiquei so 3 eagora quero ussar drogas deais

Anônimo disse...

quero ussar subtancia agoraaaaaaaa to com muita voltade de ussasr cocaina

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Procure um grupo de apoio amigo, partilhe sua dor, só po hoje, se não conseguir que seja Só por uma hora e se por uma hora por muito que Seja Só por Agora!
Paz e serenidade! Te amo incondicionalmente!

Anônimo disse...

Tem sido dificil para mim,ele está em uma instituição há 31 dias e, infelizmente, eu não consigo pensar em outra coisa.Sinto dores no corpo, tamanha a ansiedade, não consigo desligar o meu pensamento dele, nem por um momento.Acordo pensando e vou me deitar pensando. Sei que onde ele está é o caminho.Acredito que a busca dele pela recuperação é sincera, só que não consigo dar andamento na minha vida.Busco conforto em Deus e fico em oração o dia todo.Só por hoje tenho tentado me amar mais e estabelecer algumas metas na minha vida, mas como eu disse no principio, esses dias tem sido os piores.não sei o que fazer...

Anônimo disse...

Por favor me ajudem!Meu marido está pra voltar da internaçao e não sei como agir em relaçao a ter q ir trabalhar e deixar ele sozinho,pois antes da internaçao ele tinha vendido quase td em casa,o pouco q restou foi porque tive q guardar na casa de parentes e agora não sei c/ confiar novamente

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Oi companheira , primeiro se vc me permite sugiro que vc procure ajuda pra si mesma, seja terapia particular ou terapia em grupo como nar-anon ou amor exigente.
Em relação ao seu marido, acho que cada caso é um caso e só você pode definir os limites que irá aceitar ou não, conheço companheiras com os mais diversos limites tem que corra o risco por acha que a pessoa merece mais uma chance e quem acha que nao, tem gente que não entrega as chaves de casa pro adicto e quem nao. Enfim a clinica também pode te ajudar no que fazer, afinal ela conhece seu familiar, mas antes de tudo procure ajuda pra vc tambem

Anônimo disse...

Muito obrigada por responder,na verdade já frequento o Nar-anon sempre q posso,qt a essa questão tm já perguntei na clínica,mas percebo q ninguém sabe c/ devo agir,pois acabam entrando em outro assunto.Meu maior ciúme é do Not,pois custou meus últimos 4 anos de trabalho, pois na época q saí comprei-o á vista

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Então como vc sabe não costumamos dar retorno, então vou relatar o que eu ja vi nesses últimos anos, mais como exemplo do que vc pode fazer, assim quem sabe tipo um brainstorm.
Ja vi companheiras que qdo saiam pra trabalhar trancavam as coisas de valor num quarto.
Ja vi companheiros que não deixavam seus familiares sozinhos, ou alguém vinha ficar com eles ou levavam o familiar pra casa de algum companheiro de na ou outro familiar ou deixavam no no caps ad(nao sei se na sua cidade tem, aqui em sp funciona o dia todo)
Quando meu familiar saiu da clinica tinha dias que ele nao estava bem e eu o deixava na casa de alum companheiro mais antigo e ele ia trabalhar com esse companheiro.
Ja vi familiares que deixavam a casa trancada com o cara dentro(acho perigoso), mas qq atitude depende de vc e de seu familiar. Acho que uma boa conversa pode ajudar a vcs dois a encontrarem um ponto de equilíbrio .
Tente ser assertiva dizendo que vc precisa criar mais confiança nele!
Te amo companheira sempre que precisar estarei aqui, se quiser também participo do grupo do nar-anon do facebook, fique a vontade! Aqui é tudo nosso! Rs

Amada de Deus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amada de Deus disse...

olá Cicie!!! Comecei ler seu blog hoje.Me ajudou muito.

Estou no inicio da minha codependencia, mas já quero procurar tratamento e comecei a pesquisar na internet sobre o assunto.
Tenho um namorado a 7 meses que é dependente químico e tudo indica que hoje voltou a ativa, estou clamando a Deus que isso não tenha acontecido.
Ele tinha sumido por 1 mês e 10 dias, estava longe de casa, agente só se comunicava pelo face.Faz 3 dias que ele voltou para casa.
Como moro distante, estou indo para a cidade dele daqui há 2 meses, quando acabar a minha faculdade. Ele fala para mim que quando eu for morar lá as coisas vão ser diferentes. Mas ele não quer procurar ajuda, eu não quero desistir dele.
Sei que ele vai acordar deste pesadelo e essa tempestade vai passar. O irmão dele me falou que ele voltou para casa, acabado e muito doente, torcindo muito, ele disse que temia ter que ir reconhecer o corpo, pois era para esse o caminho que ele estava indo.
Confio muito em Deus, isso que está sendo muinha força para eu ficar de pé, mas tem hora que bate uma angustia, uma tristeza e um medo.
Fico sem saber como agir.
Vejam tantas histórias de sofrimento, peço a Deus que a minha vida não siga por esses mesmo rumos.
Serenidade para todas nós
SPH

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Querida Amada primeiramente me desculpe a demora em responder.
É bom saber que vc quer ajudar seu namorado! Eu sou apenas mais uma dentre tantas como vc que tb se sentiu afetada pelo uso de drogas de alguém, se eu pudesse te dar um conselho, lhe diria para procurar um grupo de ajuda à familiares e parentes de dependente químicos aí na sua cidade, os grupos nos ajudam muito! Grupos como o nar-anon, o coda e o amor exigente nos ensinam a ter uma nova visão de como lidar com essa doença (dependência química) e também com a codependencia.
Tamu junto anjo! Precisando pode contar comigo!!!

Luciana Andrade disse...

Sou Luciana, uma adicta em recuperação.
Meu sentimento hoje é de gratidão pelo meu ingresso em uma nova maneira de viver. Estou limpa e Serena há 115 dias e isso é o maior milagre da vida.
Aprendi a viver meus dias um de cada vez...desfrutar sentimentos verdadeiros e enfrentar as dificuldades sem me desesperar, conseguir ouvir e partilhar é o melhor presente. Obrigada amigos do abraço por existirem e continuarem salvando minha vida. NA FUNCIONA, SPH!

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Parabéns Anjo!!!!! Você é um milagre!!!!! Obrigada por partilhar aqui suas conquistas, tenho certeza que vai ajudar muita gente, ja ajudou eu hj!!!! Te amo incondicionalmente!

Anônimo disse...

Sou uma co-dependente, posso dizer assim.. faz 20 anos que tenho relacionamento com um dependente quimico e alcoolotra... atualmente somos casados faz 3 anos, e meus dias não tem sido nada legais. A manipulação, a tortura das palavras, a humilhação, e como ele procura me deixar um lixo. Perdi o emprego, perdi o meu amor proprio, ele só vive em bar, e joga a culpa sobre mim, disse que ele nao tem vontade de voltar pra casa, por minha causa... porém, quando namorávamos ele falava a mesma coisa por conta do serviço, ou da mãe dele...
Não quer buscar ajuda, nem voltar para o NA, eu não posso falar com ninguem, pois ele diz que eu estou louca e preciso de tratamento... tem revertido tudo.
Não sei mais o que fazer, amo ele, mas, sinto que ele está matando tudo de mais lindo que tenho por ele.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Obrigada por confiar em nós para partilha amiga! Sei bem como se senti, já me senti assim, já doeu demais tb aqui. Mas infelizmente não posso te dar afirmava magica que a gente tanto busca. Mas se vc me permitir posso dividir com vc o que funcionou pra mim: Nar-anon , o livrro codependencia nunca mais, e muitas reuniões do coda, mada e alanon ou Naranon podem te ajudar entender e a diminuir essa dor, não brinque com a codependencia ela consegue nos deixar mais loucos que o uso de drogas! Te amo anjo, de uma forma muito especial, estarei orando por vc, mas ajuda aí ta, busque ajuda tb! Rs

Anônimo disse...

hola companheiros ,a dois dias tive minha 4 recaida ,perdi minha namorada que amo tanto ,perdi denovo a confiança da familia ,perdi meus planos e sonhos ,nao e auto piedade e um desabafo ,to feio imagressi em uma noite tudu que se ganha em um mes ,to no chao ,começando a levantar a cabeça e vendo real estrago que eu fez,pedindo a Deus força para que ossa começar denovo tudu denovo,procuro ajuda ,nao que me julguem tenho certeza que Deus ta comigo e dentro o meu coração eu vejo a luz no fim du tunel denovo ,as vantagens de se manter limpo bons momentos a todos

Francielle disse...

Adorei seu blog, construtivo, posisitvo! Obrigada por suas palavras! Bjos

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Obrigada vc, Fran, por visitar meu blog... alias, meu não... nosso... o blog é feito por todos nós!
te amo

Anônimo disse...

Bom dia, parabéns pelo blog.
Gostaria de partilhar um acontecimento c/ vcs, q me entendem.
Sei q quando vamos às reuniões não damos retorno às partilhas feitas pelos companheiros, mas aqui gostaria que se manifestassem sobre o meu comportamento, se quiserem e puderem, claro.
Tenho um marido adicto, q passou por sua 1ª internação esse ano. Ele saiu em junho da clínica e em julho teve um "lapso" como disse o terapeuta. Usou, se arrependeu e voltou ao tratamento. Passou 3 meses limpo e nessa última sexta-feira usou de novo, só chegando de manhã.
Eu estava mto insana no início, mas comecei a frequentar a sala e uma psicologa e fui melhorando. Hj ñ vigio e ñ controlo e tenho conseguido manter uma preocupação saudável e pensar na minha recuperação e evolução pessoal.
Nesse dia q ele usou eu estava esperando por ele na minha mãe, quando ele viria me pegar para irmos pra casa. No dia seguinte voltaríamos p/ a minha mae pois ia ter a comemoração do aniversário do meu pai c/ um almoço. Como ele sumiu, eu dormi na minha mãe. Consegui passar uma noite razoalvelmente tranquila, sem sofrimento e desespero.De manhã ía passar em casa para trocar de roupa e alimentar meus gatos antes de voltar pro aniversário. Quando eram 10 da manha ele ligou e disse que havia chegado em casa. Resolvi que ia tentar ser o mais assertiva possível e pra isso liguei para uma companheira da sala que me deu ótimas sugestões.
Lá, ele me contou o que tinha havido, qto tinha usado e os motivos q ele acreditava terem levado a recair. Eu ouvi c/ calma e paciência e depois disse o que eu pensava sobre a recuperação dele e sobre onde eu achava que ele devia mudar pq nao estava dando certo. Foi uma conversa tranquila. Consegui expor minha opinião s/ agressividade e também não "passei a mão na cabeça". Uma coisa interessante que ele falou, foi q ficou positivamente surpreso ao ver q eu ñ estava esperando quando ele chegou. Que via minha melhora a cada dia e ver eu cuidando de mim o ajudava a prosseguir e a ter esperança. Me agradeceu demais, enfim.
Eu disse entao que iria tomar um banho e sair novamente para o aniversário. Disse que se quisesse comer que descongelasse algo ou fosse almoçar na mae dele (se fosse outra época era capaz de ter feito algo pra ele comer). E fui, me sentindo feliz de ñ ter sofrido, feliz de ter conversado calmamente e ver que estou realmente progredindo.
Nesse meio tempo, minha sogra me mandou mensagem perguntando sobre o filho. Eu expliquei rapidamente e disse que estava indo para a minha mãe. Ela ficou enlouquecida! Disse q eu deveria dar uma força ao meu marido e q deveria ir mais tarde p/ a comemoração, além de falar q eu tinha q dizer pra ele ir no NA naquele mesmo dia entre outras sugestões. Eu comentei q já havia conversado c/ ele e q a minha força estava justamente em cuidar de mim. Ela disse q a partir do momento em q eu estava casada, meu marido deveria estar em 1° lugar. Eu mais uma vez rebati que não, que quem estava em primeiro lugar era eu mesma. Ñ satisfeita, disse q ele deveria estar em segundo então e eu trocasse um pouco de lugar c/ ele! Olha, companheiros, eu fervi de raiva. Minha serenidadde foi pro brejo nesse momento... Eu disse que ela parasse de me julgar e ela disse que eu dava motivos p/ fazer isso. Depois disso eu repondi que preferia silenciar e não respondi mais.
Minha sogra está muito doente emocinalmente. Não enxerga a realidade, colocou na cabeça que o filho tem uma doença e que tudo o que acontecer devemos aceitar calados pq é decorrente da doença.
O fato é que fiquei muito brava, Ñ falei mais com ela e minha vontade é falar p/ ela deixar de cuidar da minha vida e parar de se intrometer... Mas eu pergunto a vcs: vale a pena tentar explicar algo a alguém tão doente a ponto de o filho ter ido no dia seguinte à casa dela e ela não dizer uma palavra sobre o acontecimento de sexta e ainda pedir comida q ele gosta e todos os mimos possíveis e imagináveis? Devo me calar e prosseguir ou impor limites?
Obrigada por me ouvirem.
Paz e serenidade a todos. K.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

K, obrigada por participar do nosso blog...
A recuperação deve ser pra vc anjo... Nossa recuperação pode interferir positivamente na vida de quem nos rodeia, como está no caso do seu marido, em relação a sua sogra, vc só pode amá-la, mudá-la, jamais. Continue buscando seu equilibrio... recuperação é para quem quer, não para quem precisa...
Te amo!

Anônimo disse...

Tenho sofrido muito... não consigo me desligar...

to em crise... meu noivo teve uma recaida uma semana antes do nosso casamento no civil.. q seria amanha... não sei o que fazer...

meu email: iladebrito@gmail.com

O meu refugio... disse...

sou filha de adicta e sei que adcção da minha mãe (que hoje esta em recuperação) me fez muito mal, sua adicçãoa ativa me fez mal, que hoje nem laço de mãe e filha temos direito.
Gostaria de saber se para ser do naranon eu não poderei beber numca mais, pois eu bebo socialmente quando vou em alguma festa etc..
aguardo resposta.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

O único requisito para ser membro de naranon é sofrer ou ter sofrido pela adicção de um familiar ou ente querido.
Parar de beber eu sugeriria - e isso é uma sugestão minha e não do grupo- seria apenas uma forma solidária de talvez incentivar sua mãe. Eu bebo, pq não tenho adicção por bebidas e o faço socialmente.

renan Cervone disse...

Bom dia Galera limpa (<>)!!!

Que bom encontrar um espaço, aonde eu possa falar sobre coisas boas ou ruins....
Estou no trabalho agora, e só quero agradecer ao meu P.S pela oportunidade, e agradecer tmb o criador(a), do blogger!!!
Só por hj, são 4 anos e 3meses limpo!!!
FUNCIONA .....

Bons momentos e TMJ!!! (<>).

Bella disse...

Olá , vistem meu blog, e vamos nos unir! Afinal nossa luta é contra a droga!

1diadecada.blogspot.com.br
bjus

Anônimo disse...

Oi me encontro em desespero sou uma adicta casada com um adicto cheio de reservas e a beira de uma recaída, estou desesperada pois o risco pra mim e muito grande, estou gravida e tenho três filhos, não quero colocar minha recuperação em risco apesar de amar meu esposo, oque faço?????" socorro.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Oi anjo... Obrigada pela visita.
Mantenha a calma, tente usar as ferramentas que o programa te propõe.
Se aceita uma sugestão : http://www.na.org.br/telefones

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Oi anjo... Obrigada pela visita.
Mantenha a calma, tente usar as ferramentas que o programa te propõe.
Se aceita uma sugestão : http://www.na.org.br/telefones

Anônimo disse...

Meu marido foi internado involuntariamente no sabado..ele foi visitar a mae e nao volto pra casa.a mae dele coloco calmante no suco qndo el dormiu aambulancia busco ele.a familia nao me atende me exclui de redes sociais fikei sabendo pelo meu pai o q aconteceu...estou desesperada sem noticias nem sei onde ele esta o qe eu posso fazer? Me ajudem!!!!

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Boa tarde anonima,
Seja bem vinda.
Eu sugiro que você procure a família dele pessoalmente e tente conversar.
Procure tb um grupo de apoio a familiares de adictos e caso você seja adicta, sugiro que procure Narcóticos Anônimos.
Você relatou que ele é seu marido, então você pode procurar a policia e fazer um BO relatando desaparecimento e as circunstancias do desaparecimento. A familia dele será chamada a prestar esclarecimentos.
Talvez a familia tenha tomado essa atitude por acreditar que o convívio de voces seja maléfico para ambos, nesse caso novamente sugiro que busque ajuda pra você em primeiro lugar.
Espero ter ajudado.
Fique a vontade o blog é nosso.
Te amo incondicionalmente.

Anônimo disse...

Qndo fikei sabendo oo q tinha acontecido passei mal descobri q estou gravida fui usuaria durante tres anos estou limpa a quuatro a familia axa q sou conivente mas nao sou ..pedi pra uma tia dele avisa da gravidez pq qndo fui laa eles nao atendem e eles disseram q eh problema meo..eu i meu marido nos amamos mto..to desesperada to triste sinto q perdi o chao...tenho vontade de gritsaa a sdd ta doendo de vdd nao sei onde nem qndo vai volta

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Procure ajuda pra vc anjo!!! Naranon ou narcóticos anônimos, vai te ajudar

Anônimo disse...

Gostaria de saber se uma pessoa internada nessas condicoes tem o direito de poder fazer ligacoes?

renan Cervone disse...

Olá anonima!!

Sobre as ligações tem sim, depende da clínica...
Sobre o seu caso, procure urgente uma sala de NA! peça ajuda para obter o livro azul e foque no 1º,2º e 3º passo!
gostaria de ajudar mais, pois tento viver recuperação nos ultimos 4 anos 6 meses e 24 dias...
11 972267527 vivo
11 987660998 tim
Se precisar partilhar estamos ai 24hr por dia
Bons momentos, TMJ (<>).

Daiani disse...

Olá Cici,

Bom dia, parabéns pelo blog.

Estou no inicio da minha codependencia, mas já quero procurar tratamento e comecei a pesquisar na internet sobre o assunto.
Em 2012 conheci WS, vai fazer dois anos que estamos juntos. Ele é dependente químico. Em 2008 ele se internou em uma comunidade terapêutica, sem uso de remédio, ficou 9 meses internado e lá foi aplicado o tripé que são: Espiritualidade, Humildade e Trabalho. Quando ele saiu ficou 5 anos limpo, Em JANEIRO deste ano fui para São Paulo acompanhar a minha mãe em uma revisão, e ele ficou em nossa casa, tinha planos para casar em Março/14, quando tudo veio como uma BOMBA, cheguei em nossa casa, ele estava destruído pela droga (prefiro não citar o nome dela) tinha duas semanas que ele não ia trabalhar, emagreceu uns 10kg. Fiquei sem chão, pois não tinha ideia como era um dependente químico, o que precisava fazer, o que tinha que falar, mas a única atitude minha foi ficar ao lado dele, mesmo sabendo que ele estava trancado dentro de um banheiro fazendo uso. Bom, logo tivemos uma semana "tranquila" e ai veio a suspeita de gravidez, fiz o exame deu positivo, e ai veio alegria e tristeza ao mesmo tempo, pois um filho é tudo que queríamos, mas sabendo da tal situação já sabia que teria que enfrentar. Pensei em diversas coisas, como seria a reação dos meus pais, eles n sabiam que ele era usuário. Mas Deus me confortou e aí começamos a pensar na recuperação dele. Dia 17/02 ele foi para outro estado se internar na mesma comunidade de 2008, hoje faz 2 meses e 10 dias que ele está limpo e buscando o tratamento. Estamos distante a 2.000km, fui visita-lo somente uma vez, devido a distancia e a gravidez. Nos comunicamos através de cartas. Hoje o nosso bebe está com 4 meses e é uma MENINO Luis Gabriel, foi o próprio pai que escolheu o nome. Estamos confiante e feliz por ele ter dado um passo importante, quando levantou a mão e disse preciso de ajuda, preciso criar o meu filho com dignidade, preciso cuidar da minha família. Em junho ele sairá para a primeira visita, logo vamos nos encontrar. Ele ficará na comunidade até Agosto ( 6 meses para recaída). E em setembro vai ser o meu parto, espero contar com ele. Hoje quero buscar mais conhecimentos e também saber amar mais o próximo mesmo diante as dificuldades.

O problema em minha cidade por ser no interior, só temos reuniões do AE uma vez por mês. Mas busco alternativas na internet.

Vamos nos manter o contato...

Paz e Serenidade a todos..

Anônimo disse...

estou tentando ajudar uma companheira q ingresso agora...
tem 30 dias limpa mais ela ta recuperação de auto egano como faço para dizer isso para ela alguem pode ajudar.. por ela écompanheira tbmunica diferença é q ela conheceu o progama agora só por hoje... quem ta limpo a mais tempo é quem acordo mais cedo...

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Tente ser assertivo.. Tente conversa com seu padrinho antes e junto a ele ver a forma mais assertiva para ajuda la

Anônimo disse...

ANÔNIMO: PEDIDO DE AJUDA...
BOA TARDE Á TODOS,SOU USUÁRIO DA CANABIS E ACABEI DE SAIR DE UMA INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA DE 5 MESES,SOU CASADO NO CIVIL E INDEPENDENTE FINANCEIRAMENTE,O CASO É QUE NUNCA QUIS SER INTERNADO E PRINCIPALMENTE A FORÇA,MEUS PAIS SIMPLESMENTE CONSEGUIRAM UM LAUDO MÉDICO CONTRARAM UM RESGATE E LÁ FIQUEI POR LONGOS 5 MESES,HOJE ESTOU TRAUMATIZADO NÃO CONSIGO COLOCAR A CARA NA RUA E PRINCIPALMENTE PERDOÁLOS PELA ATITUDE TOMADA,A QUESTÃO É MINHA ESPOSA NUNCA CONCORDOU COM A INTERNAÇÃO,ELA PODERIA IR ATÉ A CLÍNICA E ME TIRAR?OU PRECISARIA DA AJUDA DE UM ADVOGADO?COMO POSSO ME PROTEGER DE UMA NOVA INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA?TEM ALGUM MEIO LEGAL PARA ISSO?OBRIGADO

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

O medico da clinica poderia ter lhe dado alta. E você pode por meios legais e médicos constatar sua sanidade. Mas sugiro que perdoe sua familia, em muitos casos a familia por medo de que o DEP químico se perca acaba por tomar decisões precipitadas... O que lhe tem mais valor? A maconha ou sua familia. Deixe que o amor te ajude a decidir. Querido amigo, eu sou familiar de dep químico e sei o quanto essa doença machuca tanto o dependente quanto a família. Não os Culpe, se coloque no lugar deles. Vista e esse sapato do outro e imagine se você estivesse no lugar dos seus familiares. Bons momentos anjo... A internação pode ter sido traumática mas vc sabe o valor qe tem e o quanto é forte para superar isso! Fiquem bem e se possível volte para nos contar que as coisas ficaram bem por ai!

ADELINA disse...

Esta questão da internação involuntária é um grande problema mesmo, vejo famílias trancafiando filhos e filhas em clínicas por uma recaída,uma internaçao atrás da outra, acredito que cada caso é um caso, conheço jovens adictos que já pedem a internação por fuga, fuga do mundo, os muros os protegem de suas escolhas, mas o que eles tem que aprender é fazer escolhas saudáveis, e uma internação muitas vezes não consegue resolver todos os problemas. Internei minha filha assim uma vez, embora ela tenha se adaptado e aceito a internação não resolveu nada e eu fiquei traumatizada com o que fiz. Nós pais no desespero de ajudar e por não sabermos o que fazer tomamos decisões pela vida do outro como se ela fosse nossa, isso é insanidade.

sol disse...

oi boa noite...dois dias meu namorado foi internado em uma clinica de reabilitação de drogas;a força pela família,antes dele ir ele nem eu sabia deste episodio,ele usa droga mais era sozinho sem eu perto,eu amo muito ele,ficamos dois dias muito tranquilo juntos amamos muito,foi embora eu tinha falado assim quando vc chegar,me liga,ele não me ligou ,eu liguei seu cellar tava desligado,entao liguei na casa dele,a mae dele disse que ele tinha sido internado,o mundo caiu na minha cabeça,choro o tempo todo,agente não ficava sem falar nem um dia,to sofrendo demais,quero uma resposta por favor se alguém q já passou por isto,q me de uma palavra amiga,sera q eu posso ver ele ,daqui quantos dias,a família não quer que ele me ver ,e injusto eu amo ele,com tdas minhas forças,estou desperada,,,

Felipe Chevrand disse...

Me chamo Felipe e sou um adicto em recuperação, me encontro limpo a 1 ano 1 mês e 24 dias.
Acabei de sai de uma clinica aonde fiquei 10 meses e 4 dias .
Graças a Deis encontrei esse blog em que posso partilhar.
Sou noivo de um relacionamento de 8 anos ,aonde foi repleto de confusão e términos por conta da minha adição, mais graças a NA e ao programa de 12 passos consigui retoma minha vida.E hoje me encontro em uma situação em que aquela vontade de usar está enorme ,uma vontade de sumi de todos ,aquele sentimento de raiva de frustração e de outro milhões a mais.
Trabalhei desde as 13 ate as 22 vendendo meu Brownie na rua,e minha noiva foi para o pai dela e quando foi me busca estava completamente bêbada ... Discutimos e desci do carro e fui para o lugar ao de me sinto seguro minha casa.
Disse pra minha noiva que só queria que por um tempo ela não me encontrasse daquela forma.
E ela me disse Felipe vc é dependente eu não.
Eu disse Carol se vc me ama tanto do jeito que vc fala porque vc não renuncia a bebida ate nosso casamento sai e meu negocio estabilizar.
To me sentindo péssimo ,falei coisas que acredito que não devia,e com uma duvida enorme sobre meu casamento.
Sinto medo de recair ,eu falo isso pra Carolina
"Amor se eu voltar já era,o pesadelo volta todo de novo,eu acabo com a minha vida e a sua e a de todos a minha volta.nossa casa volta a ter armas eu volto a traficar e quando vejo estou morando na favela fumando pedra e dormindo no lixo.
Ela não entende e sinto culpa por isso !!!
Realmente não quero voltar pro crime ,tem um ano e 2 meses que minha vida mudou e nao quero perde essa chance que conquistei de uma nova vida...só precisava desabafar com quem fosse ate no teclado do meu celular pq realmente ta foda!
Mais sei que minha vontade de viver é maior e que hoje não vou usar em hipótese alguma.
Só por hoje e o fígado a todos.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Seja bem vindo Felipe, obrigada por partilhar sua experiência... Sinta-se em casa. Esse blog é nosso... Fique em paz... Se quiser conversar hj meu email: cici.yonaha@hotmail.com
Te amamos incondicionalmente.

adicto em recuperação disse...

TAMUJUNTU, Felipe!
Só Por Hoje, funcionAA!

Anônimo disse...

Oi , meu namorado está internado , sábado agora completa 4meses e chaga ao fim seu tratamento, e ele volta para casa, estou com medo pq todos depoimentos que leio falam sobre recaídas, ele diz que precisa muito de mim muito da minha ajuda, ele parece está bem firme, mas lá dentro aqui fora já não sei, estou meio perdida sem saber o que fazer como Ajudar ????!

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Oi anjo! Seja bem vinda (o) .
Procure um grupo de apoio para familiares e amigos de adictos... Sugiro o naranon ou o amor exigente, lá terá todo o apoio que precisa

Anônimo disse...

Oi sol, como está sua situação hoje ? Já conseguiu algum contato com seu namorado ? Vc disse que ele Te ama, então tente mostra isso pra família dele, que você pode ajudar na recuperação dele, que eles privando vc de ver ele pode até prejudicar no tratamento, meu namorado tbm foi internado na mesma época do seu , e vou em todas as visitas trocamos cartas, e ele diz que sou tudo pra ele , que sente mais falta minha do que da família , então tente conversar com os pais dele tbm . Beijos

Anônimo disse...

E meio complicado pra mim sair assim pra frenquentar grupos pq meus país não aceitam meu namoro , já sou maior de idade mas ainda moro com eles, e eles são bem rigorosos, por isso to procurando ajuda por blogs , pq to bem perdida ainda.

Flor disse...

Eu sempre digo que as histórias se repetem... E já é mais que comprovado que para dar certo, é preciso que todos busquem pela recuperação.

Meninas que estão começando um namoro agora e se sentem perdidas, vocês precisam entender que a dependência química é uma doença progressiva e cuja principal característica é o desvio de caráter, o que leva o adicto a fazer coisas insanas.
Isso não significa que eles não gostem da gente.
A recuperação é diária, tanto a deles, quanto a nossa (dos familiares, esposas, namoradas)

É quase vital que a gente frequente um grupo (Nar-Anon ou Amor Exigente), pois somente lá vamos encontrar as respostas que buscamos.
Somente lá vamos nos livrar das culpas e responsabilidades que assumimos.
E, o mais importante, somente lá aprenderemos a importância de viver um dia de cada vez e não criar expectativas!

Desligue-se com amor...
Esse é o segredo!

24 horas de serenidade!

LU disse...

Boa tarde! Eu sou mais uma pessoa passando pelos mesmos problemas descritos por todos aqui. Hoje faz 11 dias que meu noivo foi internado (foi uma internação involuntaria) e eu estou realmente muito angustiada e desesperada.
Pra mim foi muito traumatizante vendo meu noivo sendo pego a força pois ja se faziam 4 dias que ele estava drogado direto com MD e maconha.
Eu estou sofrendo muito, pois não partiu de mim a decisão de interna-lo, sim da irmã dele, mas eu vejo que foi realmente preciso pois hoje ele poderia estar morto ou em qualquer outra circunstancia.
Mas estou tão triste, confusa pois ligo na clinica, escuto da psicologa que ele está num processo de negação, com raiva de nós, dizendo que o apunhalamos pelas costas. Não quero que ele sinta raiva de mim, quero que ele veja o que errou, pois nos seus momentos que a droga era mais importante ele me fez sofrer muito, convivia com meninas que usavam drogas também, então me magoou muito.
Eu, ao mesmo tempo, sinto raiva por ele ter feito isso comigo, mas sei que a droga o manipulou muito também, pois nos momentos de sanidade dele, era comigo que ele ficava, era comigo que ele planejava casar e dizia querer ter filhos
Eu estou muito desesperada, pois só poderei velo daqui a 31 dias, então não sei se ele ainda estará com raiva, como será a reação. Eu o amo, mesmo com minha familia dizendo que devo me afastar, mas já estamos a 8 anos juntos, não posso abandona-lo neste momento, estarei sendo um monstro.
Estou muito receosa do que vai acontecer e isso me consome diariamente.
Alguém passou por situação assim?Podem me dizer como aconteceu quando houve a visita.

Obrigada.

Anônimo disse...

É tão difícil achar blogs que estejam ativos! Esse aqui é o com post mas recentes , alguém tem sites ou blogs pra indicar ?? Pq é tão bom ler e ver que não estamos sozinhas nessa luta!

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

querido anonimo, de uma olhadinha nos seguidores deste blog e nas outras abas do blog, tem muitos blogs atualizados ainda

Anônimo disse...

Olá, tenho 34 anos
Há 2 anos atrás sai de um relacionamento de 7 anos, com muito ciumes, egoísmo, incompreensões e até traições...mesmo não estando feliz no relacionamento, não conseguia sair dele, até que um dia ele deu o pontapé inicial..dizendo que tinha duvidas do seu amor por mim...e ali decidi terminar...foram 2 meses de muita dor...ai veio a fase do "to viva"...fui curtir a vida...conhecer pessoas novas...fazer novas amizades...viajar...cuidar de mim!!!...10 meses após a separação conheci meu atual namorado que tem 24 anos(adicto)...quando o conheci achei achei estranho ele ser de uma excelente família...ter boa criação e ter dois grupos diferentes de amigos...um desde as escola todos de família boa...e outros amigo do bairro que conheceu através de um primo...muitas coisas estranhas...mais infelizmente entrei no relacionamento de cabeça...com 2 meses de meio de relacionamento ele confessou o que eu já suspeitava...era usuário de droga...porém estava entrando em tratamento com remédios e terapia...no começo eu não me envolvia muito em relação a me preocupar com a droga...já que ele nunca usou na minha frente...até por desconhecer...nunca tive contato de perto nem relacionamento..nem amizade...com um adicto...na minha santa ignorância pensei que seria passageiro!!!...os primeiros meses de tratamento ele não falava muito pra mim...como tinha sido as terapias semanais...o uso de medicações...num certo dia...disse que estava sem remédio e que poderia beber...e assim começou a beber todo final de semana...alegando que tinha trocado o remédio e poderia beber normalmente... Em junho conseguiu trabalho numa grande multinacional....e por meu incentivo em março havia voltado a faculdade...entaum agora estudando com um bom emprego...as esperanças começam a fluir...duas semanas depois do novo emprego...começaram a saídas pra comer lanche...e com vinda do novo emprego a mãe começou a liberar o carro pra ir a faculdade....dar esses passeios..."comer lanche"...isso começou a pesar pra mim...nesse meio tempo decidi procurar ajuda...terapia e MADA (mulheres que ama demais)...e lá descobri o porque eu andava insegura...e querendo a todo momento estar com ele...e as saídas continuaram sentei num primeiro momento e conversei...num segundo novamente...num terceiro eu simplesmente mandei um sms pedindo que ele seguisse seu caminho...se não me contasse a verdade...porque eu estava seguindo o meu!!!..naquele dia ele me ligou diversas vezes...e eu não atendi...desesperada reencontrei uma amiga de muitos anos...e contei o que estava acontecendo e ela disse...não dê as costas pra ele...mande uma mensagem...senta e conversa..decidi mandar um sms dizendo que prescisavamos conversar...naquela noite ele nem foi pra faculdade...saiu direto do trabalho...conversamos umas 2h da manhã...quando ele me disse que estava desde que saiu da empresa bebendo com amigo...conversamos muito...sobre futuro...viagens...novos planos...e disse vá pra sua casa!!!...e eu simplesmente dormi...

Anônimo disse...

ao acordar vi um sms dizendo "se meus pais te ligarem, diga que estamos juntos e que dormimos no motel", na mesma hora eu liguei ele atendeu e confessou que depois que desligou ele usou muita cocaína...e que estava até aquele momento fora de casa isso eram 7h40 da manhã...e eu disse diga onde esta e vou te buscar...fui até lá...nos encontramos na esquina da casa onde ele estava...porque alegou que o pai do outro adicto não sabia que o filho era usuário...ficamos até umas 11h horas conversando...ele tinha acabado de entrar em uma grande empresa e já estava dando mancada, que ele estava no fundo do poço...iria me perder...perder o emprego....e a família já não acredita mais nele...e naquele dia comecei a perceber que isso era uma doença e progressiva...porque a cada dia as coisas pioravam...e já tinha avisado a mãe que iria buscá-lo e leva-lo pra casa...chegando em casa em casa a mãe impôs ou vc se interna ou eu abro mão de vc!!!...ai foi o famoso jogo da verdade...os médicos já queriam interná-lo...mais a mãe não aceitava...até intaum a mãe estava desatualizada como eu...com a gravidade da situação...ela entende que ele pararia "fácil"...e naquele momento ela percebeu que não...ao vê-lo após o uso de 10 pinos de cocaína...de lá mesmo fomos direto para uma clinica em santo andre, por encaminhamento da equipe que estava o tratando...no início ele aceitou...mais na ida ele começou a negação...dizer que era minha culpa...e não quis mais contato...foi eu a mãe e a irmã...aquele dia parecia um pesadelo pra mim!!!..o deixamos na clinica ja era umas 21h do dia 05 de agosto..meu mundo parecia ter acabado...na sexta feira tivemos visita...e chegando lá...ele estava no setor de desintoxicação...extremamente sedado...e de poucas palavras...e quando estávamos indo embora ele me abraçou forte e disse...não se esqueça que eu te amo, quando eu sair vamos fazer uma linda viagem...essas palavras me fizeram não desistir dele!!!...após 5 dias de internação eis que surge uma ligação para comparecer com urgência na clinica...lá vem o pesadelo novamente...já que moro em campinas...corri busquei a mãe e fomos pra clinica...ele havia sido expulso por ter usado cocaína dentro da clinica, um paciente fugiu comprou e levou ao quarto!!!...o trouxemos de volta...e a equipe que o atendia disse que deixaria de o atender por 1 mês...diante dessa situação e com mais conhecimento...começei a ler...pesquisar...conversar com profissionais...e fui em busca do NA...e dei a ideia a ele que foi bem aceita...logo iniciou a ida ao NA, do qual só o tem feito bem!!!...intaum dei a ideia dele procurar outra equipe...e a mãe já estava vendo isso tbm...ele iniciou a duas semanas tratamento no Pe. Haroldo, e ontem iniciou a medicação...de acordo com meus cálculos ele esta a 37 dias limpo...

Anônimo disse...

no começo fui a 2 reuniões do NA com ele...depois achei melhor deixa-lo a vontade...hoje ele esta afastado da empresa...indo ao NA, Pe. Haroldo e Terapia...mais pra ser honesta não consigo confiar que nesse período ele não tenha usado...pois as circunstância dele se torna difícil a cada dia...o pai é alcoolatra...e a mãe codependente...o pai bebe o humilha...xinga...e a mãe o mima...na segunda feira...a mãe pra dar um voto de confiança emprestou o carro pra ele ir ao NA, e a briga foi constante na família...e eu tenho consciência e digo a ela...a questão não é confiar nele...é que a droga é mais forte que ele...ele chegou no horário certo...porém não temos como saber se ele foi mesmo...devido ao anonimato do grupo NA...vejo que essa luta será ardua...já conversei coma mãe procurar o naranon pra que ela veja o quanto ele a manipula e isso é nítido ao meu ver...até o momento ele não consegue me manipular...pois tenho me interado, buscado informações...e já logo sento e converso!!!...com isso estou me tratando com terapia e no grupo MADA, quero começar na próxima semana o naranon...pensei em deixa-lo e sair correndo...mais não sei o porque me sinto presa a ele....a sonhos...a planos...e ao mesmo tempo vejo que talvez eles nem aconteçam!!!...ele sabe apenas que tenho feito terapia...porem não abri o jogo dizendo que estou em tratamento para dependência emocional e codependencia...lá no grupo e na terapia comecei a me auto conhecer e perceber que tenho uma doença...que até intaum não estava tão presente como agora...mais que desencadeou no meu relacionamento anterior...e pelo fator de ter tido pai alcoolatra...meu pai faleceu aos 70 anos e parou de beber 8 anos antes de sua morte!!!...hoje estamos os dois em tratamento...e quero muito ajudá-lo, felizmente ainda não tive "sequelas" de quando ele usa...porque nunca usou na minha frente...mais a bipolaridade dele e o egoísmo nos prejudica muito...tenho aprendido pensar mais em mim...mais é uma situação triste...pois não consigo ver futuro no nosso relacionamento quando penso em deixa-lo lembro como sou dependente emocional..posso até conseguir deixa-lo...mais logo logo aparece outro...já que sou dependente emocional e atraio pra mim....relacionamentos destrutivos!!..e é tão interessante que sou uma mulher divertida...de bem com a vida...faço academia...pratico corrida...excelente profissional...situação financeira boa...de boa família...não fumo...não bebo...apesar de todos os problemas...ele me trata com muito carinho...é gentil...carinhoso...educado!!!...um dos fatores que mais me doi é que nem meus amigos... nem minha família sabe de toda essa situação!!!...decidi não contar...pois não quero julgamentos...não quero que as pessoas o vejam com o olhar da sociedade "drogado" "bandido", elas agem dessa forma por pura ignorância...esse foi um desabafo da minha história...

Anônimo disse...

18/09/2015 PARTE 1

Ola ,tenho 39 anos sou mãe de um D.Q adolescente de 16 anos em recuperação e limpo, ha mais de 35 dias,Minha vida iria virar um INFERNO e eu não sabia era totalmente leiga no assunto até porque eu tinha pavor, hoje tenho muito mais.
Tudo começou mais ou menos ao final de 2013,um "AMIGUINHO"que inclusive era de infância e da mesma escolinha , eu conhecia os pais,convidou meu filho para ir dormir na casa dele 2 vezes ,ele foi,na ultima vez voltou muito nervoso porque eu implorei para ele vim embora imediatamente, pois eu havia deixado apenas um dia e ele ficou 2 dias além desligar o celular,e me deixou muito preocupada ,afinal nunca havia feito isso.Quando ele abriu a porta da sala "MEU DEUS ,EU VIA ÓDIO MUITO ÓDIO NO OLHAR DELE,começamos a discutir pelo que ele havia feito,e ele estava completamente transtornado e começou a quebrar as portas do guarda roupas com porrada e chutes,eu fiquei muito assustada,mas juro eu imaginei que ele estivesse tomado energético com vodka , ou alguma coisa assim ,não que o álcool deixasse de ser DROGA "acabou ficando acelerado ,nunca iria passar pela minha cabeça que ele estava fazendo o uso de LANÇA,COCAÍNA e foi a MACONHA a porta de abertura para que ele viesse usar as anteriores,2014, 2015 ,muitas brigas e discussões ,agressões verbais e por pouco não bateu em mim A PRÓPRIA MÃE,mas cuspiu na minha cara ,me chamou de vagabunda pra cima no meio da rua,tive receio dele me bater esse dia também,pois encostou o dedo na cara,eu recue que VERGONHA ,ameaçou o PAI chamamos até a policia pra ele...........continuação PARTE 2

Anônimo disse...

PARTE 2 2014 ele ficou 3 meses limpo indo as reunioes do NA ,caiu por conta dos zamiguinhos que deram a iniciação de drogas na vida dele,ficaram infernizando tanto que conseguiram,ele não praticou o evite "amigos" da ativa,enquanto isso eu frequentava o nar anon.só vim descobrir que ele estava fazendo o uso dessa MALDITA COCAÍNA,no final de 2014,porque o PAI colocou ele contra a parede,MEU MUNDO CAIU ,DESMORONOU,sempre fui uma mãe atenta ,descolada ,aberta , quando me perguntava sobre as drogas nunca tive receio de falar ,explicava tudo e sempre dizia...Filho se algum amiguinho te oferecer essas coisas não aceite nunca , não é teu amigo,mas não adiantou,Vivia e vivo em função dos meus filhos ,tenho um casal,o MIGUEL (nome fictício do meu filho )era um JUDOCA e dos bons ,eu tinha orgulho de ve-lo competir aos 12 e 13 anos,adora andar de bike e jogar bola,era um moleke sadio geração saúde mesmo.Enfim depois da recaída de 2014 ele não parou mais ,veio me pedir ajuda há um mês e 15 dias atras ,foi internado pediu para sair da clinica com 22 dias,eu retirei porque fizemos um acordo,a hora que ele quisesse sair eu pediria a alta,e acabei pedindo por outros motivos também,que não vem ao caso agora,hoje ele está tomando medicamentos fortíssimos para passar a vontade e mesmo assim bate abstinência e a fissura é desesperador,está fazendo acompanhamento no CAPS ,N.A e AMOR EXIGENTE E eu também vou,estou frequentando junto com ele uma igreja ,bem legal moderna e voltada para os adolescentes.
Agora está fazendo os trabalhos de escola em casa,pois não tem condições de frequentar as aula dopado,Nunca repetiu de ano ,2°colegial,estava trabalhando e pediu as contas para se internar ,Mãezinhas fiquem atentas a qualquer comportamento diferente,nem toda rebeldia de adolescente é normal,cuidados que eu deveria ter ficado atenta ......Desliga o celular e deixa cx postal pra não ser incomodado sempre que sai,Quando fica muito tempo no banheiro e leva canetas ,verifiquem,as canetas de escola sempre fica um restinho de pó,fucem a mochila ,é natural vc é mãe,passe a língua em cartões magnéticos,aspiram em dinheiro enrolado também,se adormecer é COCAÍNA,Quando não cumprem as regras e horários estipulados para chegarem em casa com muita frequência,papel de seda guardam,nos bolsos,Halls preto, cheirem as roupas deles,,e o tal narguilé usam pra disfarçar ,o meu fez diversas vezes e eu achando que era essência ,mas não gostava disso também,entrem no Google verifiquem ,o que ele ou ela anda acessando,Que tipo de musica anda ouvindo ?Faz apologia ao que as musicas?as amizades sondem,pois o meu se perdeu com o filho de um casal conhecido de anos ,não deixem dormir fora se não conhecem de fato a conduta dos adultos que ficarão responsáveis,
QUERIDAS (OS)É APENAS UM TOQUE E RELATO,EU ESTOU PADECENDO NUM INFERNO,E NÃO DESEJO ISSO PRA MÃE NENHUMA ,Ó MUNDÃO ESTÁ DOIDO PARA ENGOLIR NOSSOS FILHOS,EU AMO TANTO O MEU QUE DOÍ,ACREDITEM VOU LUTAR POR ELE,Estou participando das reuniões do Amor exigente ,é o que está me dando um pouco de força,mas estou decepcionada,arrasada,me sentindo traída por ele,não saio mais de casa, logo eu que gostava tanto de dançar ,das festas em família ,agora tenho que me resguardar, ,por causa dele,graças a Deus nunca roubou,mas minha confiança nele acabou.Hoje foi um dia estressante ele ficou nervoso e eu também,nunca gostou de regras e é muito teimoso ,mas sempre imponho.agora apos ele ter saindo da clinica eu estou meia perdida em como trata lo,por favor me ajude quem já teve essa experiencia?não quero perder a paciência ,mas tem hora que passa dos limites ,eu me pergunto....SERÁ QUE MEU FILHO AINDA TEM ALGUM SENTIMENTO POR MIM?
MEU DEUS ATÉ QUANDO?
SERENIDADE.
FORÇA ,FÉ E ALEGRIA.

Debora Carvalho disse...

Meu namorado recaiu umas duas semanas atrás, tentei ajudar, conversei, coloquei a idéia de passar um tempo na comunidade. Depois de tantas manipulações dele, e passar dois dias fora de casa, resolvi me afastar.
Amo ele, mas ele precisa querer ajuda. Me ligou várias vezes, me mantive forte, e sugeri ele me procurar somente para se tratar.. Depois deste dia, ele não me procurou mais, fiquei sabendo por alguns companheiros que nem no Na está indo...
Fiz de tudo por ele, mas nada adianta se ele não querer mudar...
Só por hoje o amor mais importante é o meu amor próprio....

Anônimo disse...

Tmj

Cassiana Sousa disse...

Tenha força, levante a cabeça sacuda a poeira e continue na trajetória de recuperação. Faça por você, encontre um incentivo estipule uma.meta e siga ai encontro dela.
Força e continha que da certo.

Anônimo disse...

eu e minha cunhada internamos meu marido involuntário ele não quer nem ouvir falar no meu nome gostaria de escrever uma carta pra que ele pudesse entender fizemos pq amamos e não sei por onde começar

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Tente começar dizendo o quanto vcs o amam e o quanto a saúde dele é importante para vocês. Dizer que a internação foi uma forma de resguardar a vida dele para que ele possa ter uma nova chance de recomeço e que vocês o apoiam é bem importante. Tente não ficar magoada com ele. A internação é um período muito dificil

Anônimo disse...

pois é mas ele não está nem lendo as cartas q eu mando liguei hoje pq tinha direito de uma ligação mas não quis falar comigo e com ninguém da família dele e pediu pra entrar em contato com uma ex dele mas a clínica não deixou ai fico sem saída não sei o q fazer

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Grupos de ajuda à família(Nar-Ano, Coca, Amor Exigente), ou uma psicóloga especializada e codependencia poderão te ajudar.

Anônimo disse...

Olá, meu marido após 15 anos limpo teve uma recaída, a principio tomou cerveja mas receio que isso o leve a drogas piores como as de antes. Fiquei muito abalada sem saber direito o que fazer. Disse a ele que deveria escolher entre a adicção e nossa família.
Me ajudem por favor.
ro_santiagofraga@hotmail.com

Anônimo disse...

ME AJUDEM. Gente a mae do meu namorado internou ele involuntariamente pq ele usa maconha queria saber se ela ou a clinica pode impedir que ele tenha contato comigo? Íamos nos casar! Mas a família dele quer separar ele de mim. Minha duvida é se podem impedir que ele me ligue? nos amamos.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Cada clínica tem suas regras.
Aconselho você a entrar em contato com a clínica. Se seu namorado for menor de idade ou estiver sob guarda de algum familiar este responde por ele.
Aconselho conversar com a clínica e a familia

Anônimo disse...

A família dele nao me diz onde ele está. E ele nao é menor de idade. Nesses casos vc sabe se mesmo assim eles podem impedir dele me ligar ? Pois já faz mais de um mês e não tenho noticias dele :( me ajudem

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Então se ele é menor de idade. Ele não responde por ele mesmo. Aliás nem tem idade para usar narcóticos liberados como álcool e cigarros . Imagina drogas.
Sugiro que se afaste e siga... se for pra ficarem juntos o destino irá dizer. Enquanto ele está internado está tendo aulas de vários assuntos. Sugiro que faça o mesmo... siga

 

··¤(`×[¤Cicie e Ana¤]×´)¤··

"Insanidade é fazer as mesmas coisas, esperando resultados diferentes." Descobrimos que sozinhas não conseguiríamos, mas que com pessoas que buscam as mesmas vitórias, nos sentimos mais fortes,menos solitárias, e mais conectadas com nosso Poder Superior. Um dia de cada vez a gente junta um ano.

Free CSS Template by CSSHeaven.org TNB