Não tira rugas, mas rejuvenesce!

Final de Semana chuvoso, ótimo para ficar em casa e não fazer absolutamente nada (+/-), minha bebê na casa do papai, minhas amigas(os) cada um num canto, alguns problemas pra resolver, mas no geral o resultado foi São Paulo Chuvosa, e eu em casa.

Sozinha? Claro que não, eu procuro não ficar sozinha lembra? Cicie sozinha em casa + Dia nublado e chuvoso = Comer compulsivamente + Leve depressão, então eu corro pra casa dos amigos ou pra casa do amor (rs... é...sem comentários).... Mas esse fds fui agraciada com a visita dele.
Vimos algumas fotos, minhas e de família, do tempo de maré baixa e maré alta, dos tempos que chorei muito e também dos tempos bons, dos tempos de insanidade e dos tempos de recuperação.Fotos em que eu não sorria, fotos que comecei a sorrir, Fotos em que a balança da farmácia informava 3 dígitos e fotos em que ela começou a ficar minha amiga!srsrsrsrs

Engraçado com partilhar minhas fotos com alguém que não me conheceu a poucos três anos atrás, vejo que muitas pessoas que, hoje fazem parte da minha vida, nem imaginam a metade das coisas que eu trago no peito, dos sorrisos que eu deixei de dar, das lágrimas que correram silenciosamente depois que todas as portas estavam trancadas, as janelas fechadas e eu ia apagando as luzes para me deitar, depois de um longo dia dizendo a todos a minha volta que eu estava bem.
È nítido que hoje eu estou melhor, bem melhor, é nítido que devo isso ao Nar-Anon e aos companheiros que me amaram e me acolheram quando eu nem sabia mais quem eu era, que eu devo isso também aos meus pais que não entendem até hoje quase nada sobre co-dep e dep quim, mas nunca condenaram ninguém a fogueira, sei que eles muitas vezes percebiam que eu estava 10%, mas nunca enfiaram o "pé de cabra" pra fazer com que eu me abrisse, se eu dizia que estava "tudo bem", então estava e pronto, que devo isso também ao meu ex, que me apoio quando eu precisava, que foi apoiado quando ele precisava e que se esforçou como eu me esforcei também.

Meu amor, chegou a perguntar se eu vivia de "mal humor" naquela época, se eu não sorria.... rs. Pelo contrário, eu sorria muito, sorria pra dizer que estava tudo bem, sorria pra dizer que estava feliz, um meio sorriso amarelo, mas ainda um sorriso. Foram tempos difíceis, tempos, de insanidade, dolorosos (quando digo insanidade, digo as minha viu.... era casada com um dep quim, mas nem sempre o louco era ele!!!!kkkk). E pra quem busca recuperação que nem eu, sabe que antes de começar a ser gostoso essa caminhada de RECUPERAR A AÇÃO, dói ainda um bocado.

Como diz uma parte do post da Giu hoje, Nuvens...Eu tinha uma nuvem chuvosa particular....
Sim eu tinha uma nuvem negra eterna em cima da minha cabeça, então, ou estava chovendo ou estava fechando o tempo! rsrsrs.

Foi difícil admitir que eu precisava de um guarda chuva, que eu precisava de ajuda, que eu precisava de alguma coisa que me protegesse de mim mesma, e foi ainda mais doloroso ver quem era: eu mesma,

sim... sim...
"Eu não sou perfeita e as pessoas a minha volta não tem culpa nenhuma quando eu me permito sofrer"
foi uma das coisas que mais doeram, como doeu também:
 "Eu manipulo",
 "Me faço de coitada ou de guerreira, mas na verdade sou manipuladora e preguiçosa", 
"Eu não gosto da pessoa a qual eu me tornei" doeu principalmente admitir 
"Eu não tive culpa, eu era apenas uma criança".
Mas também foi maravilhoso descobrir tudo isso e descobrir que:
"Eu posso qualquer coisa, desde que eu tenha o real desejo de mudar" e decidir que 
"eu posso fazer diferente", ou 
"eu posso ser honesta", 
"as pessoas que me amam realmente me amarão mais ainda se eu for eu mesma", 
"quando decido ser honesta comigo mesma continuo me amando porque com os outros a minha volta seria diferente?", 
"Posso me perdoar e devo me proteger sempre", e foi especialmente libertador duas lições 
"eu estava errada", 
"fiz o melhor que eu pude com o que eu achava que era certo" e 
"eu realmente não sabia".

Nova Orleans - reconstrução após o furação Katrina
Me lembrei de duas coisas que ouvi na virada do ano 2010/2011 - Minha mãe: "Foi um dos anos mais felizes não é mesmo?" , Minha ex cunhada: "Obrigada por você ser minha irmã mais velha, rs, Que 2011 seja tão bom quanto foi 2010"
.... 2010, para nós e para nossas famílias foi o ano da confirmação de que o tornado já havia passado, e que tudo havia sido reconstruído, 2011 foi um ano de "casinhas coloridas"

Ontem, eu estava mais uma vez me olhando no espelho - as pequenas ruguinhas ainda estão lá, as dobrinhas da testa também -  Mas já faz um bom tempo, que os olhos deixaram de ser opacos, que o sorriso deixou de ser só um levantar de bochechas, e a frase mais comum era "Sim, tá tudo legal!"
Eu sempre fui uma criança feliz, boba e mulequinha, mas era como se eu não pudesse sujar o vestinho novo entende???

Já de 2010 pra cá tenho me permitido só por hoje ser feliz, até que isso custe minha própria felicidade!Até que isso custe sujar o vestidinho novo pulando nas poças que ficaram da chuva!!!rsrsrs .... Porque a felicidade não existe, existe sim decidir ser  Feliz, Só por Hoje!!!!

Amo vcs!!!!

9 comentários:

Gaby disse...

Ser feliz só por hoje, e se só por hoje estiver muito pesado, só por agora... ^^
Apesar de tudo 2010 e 2011 foram os melhores anos da minha vida!
Fui feliz, em cada só por hoje!
Te amo baixinha! rsrs
Obrigada por tudo...:)

adicto em recuperação disse...

Amei esse post!
Ainda bem que tenho o sugerido programa de recuperação baseado nos Doze Passos, que me mostram exatamente isso o que vc acabou de falar em suas palavras.
Antes eu tb não aceitava admitir que estava errado ou, quando estava ressentido, jamais admitia que a culpa era minha...mas aprendi que se algo está mal em mim, a culpa é minha e cabe a mim fazer algo.
Obgdo, amiga, pela troca de experiência.
Abração e TAMUJUNTU

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Qdo digo q Amo vcs pode soar falso ou então até criar ciumes por aqui (aauhauhauha brincadeira sei que não gera!)
Mas é a pura verdade, amo vcs de um modo especial, de um modo incondicional do mesmo modo que já me amavam no primeiro dia em que pisei numa sala.
A programação dos doze passos como vcs falaram me deram e me dão uma oportunidade unica, a oportunidade de viver o só por hoje, um dia de cada vez, e o melhor de tudo é aprender a viver comigo uma pessoa normal, uhuuuu como é bom ser normal!!!kkkkkkkk

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Quando digo que amo vcs pode soar falso ou até criar ciumes por aqui (ahuahauhauahua brincadeira, eu sei que não cria, e que por incrivel que pareça o meu amor contagiou a pessoa que divide com vcs a Cicie)
Amo vcs de um modo especial do mesmo modo que me amavam já no primeiro dia em que pisei numa sala, o program de 12 passos me ajuda a viver SPH um dia de cada vez e o melhor me ajuda a viver comigo mesma, uma pessoa normal!!!
Auuuu!!como é bom ser uma pessoa normal!!!ahuahauhauhau

VALEU A PENA disse...

Amei o post, que delícia foi lê-lo, é a recuperação expressa em palavras amiga, isso é tão gostoso, porque para quem está "iniciando" nessa jornada agora, pode ver através das nossas palavras que a luz no fim do túnel existe né...
Beijos e amo-te tb...rs

disse...

owww mulher guerreira, Te Amo viuuu..
Saudades de conversar cntg.
Beeeijãoo

Adri disse...

choreiii né.
espero que um dia eu esteja recuperada como vc :)

Fiquei pensando aqui comigo... eu devia ser um a boba alegre na época que era casada com ele...eu VIVIA rindo... mas ria pra esconder tudo :(

Mãe de adicto disse...

Oi cicie!
Sou mãe de um adicto em recuperação e sempre leio os blogs que falam sobre esse assunto.Não encontrei um blog especifico para mães de dependentes quimicos e tentei criar um, mas como não sei "mexer" nesse treco não sei se consegui, vc pode me ajudar? Sabe, eu mesma não tenho esse dom em escrever mas queria ter um espaço para nós mães darmos as mãos, nos unir, desabafar, chorar, rir, contar nossas histórias, mãe entende mãe como vcs esposas de adictos se entendem e se ajudam.Obrigada vc me ajuda MUITO nesse seu blog, Rosa

Poly P. disse...

Enxergar quem nós somos dói muito, né, flor? Mas, é preciso e faz parte do nosso próprio crescimento.
Por vezes é mais fácil nos escondermos atrás dos problemas e imperfeições do outro (adicto). Mas, assim nos perdemos e nos esquecemos...
Eu já tive muitos períodos em compulsão alimentar também, e sei o quanto isso é triste. Estou feliz demais com sua recuperação, minha linda!
Quer dizer que estás amando??? Que delícia... Se permita ser feliz, você merece!!!
Beijão, querida!!!

 

··¤(`×[¤Cicie e Ana¤]×´)¤··

"Insanidade é fazer as mesmas coisas, esperando resultados diferentes." Descobrimos que sozinhas não conseguiríamos, mas que com pessoas que buscam as mesmas vitórias, nos sentimos mais fortes,menos solitárias, e mais conectadas com nosso Poder Superior. Um dia de cada vez a gente junta um ano.

Free CSS Template by CSSHeaven.org TNB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...I