Tá Osso...



Minha mente tá OSSO hj, digo minha mente, porque no saldo total minha vida tá bem, trabalho, familia e amigos tá ok, já minha mente... Aí Motorista!...pára o mundo que eu quero descer!!!!  Hoje estou sentindo náuseas, o estomago tá embrulhado e a mente embaralhada... Calma, Calma! --- Não estou grávida - isso seria impossível a não ser que meu nome fosse Maria, meu marido José e eu fosse virgem (rs), também não estou doente nem com problemas de presão de ventre (rs).
Antes de de começar essa partilha, eu tinha uma pancada de coisas para falar, mas com a mente embarulhada não vai rolar então faço minhas as palavras dos outros, valhe a pena ler:
(Amigo, não consigo comentar no seu blog, o blogspot tá esquisito aqui!)
(Giu, Valeu pelo post, titou as palavras da minha boca!)
e também : Onde vc está? - da Polly (tamu junto companheira!!!)
----- Dito Isso Tudo, Vamos ao barulho -----

Semaninha esquisita essa, aliás ultimamente tenho alterações de esquisitisse aguda, as vezes tenho uma vontade louca de fugir de tudo, voltar para o conforto, mesmo que esse conforto não seja confortável e que seja apenas aquele "lugar comum" que me deixe com a sensação de que eu esteja pisando num solo conhecido, sim estou falando da velha vontade de ficar numa zona de conforto conhecida ao invés de tomar as rédeas e assumir as surpresas da mudança.
Semanas atrás eu me senti assim, e consegui ficar bem, mas pq: - sim... eu fugi...- Peguei minhas coisas e me piquei pra casa dos meus pais, eles moram na praia, mas em nada cumprem o esteriótipo "vovó e vovô" rs, fazem dança de salão e saem para a balada todo final de semana, foi gostoso, não precisei interagir muito com ninguém e no mais, fugi do "bicho papão"! Meus pais não são do tipo pé de cabra que ficam rodeando a gente pra saber o que acontece, pelo contrário meu pai deve sentir até palpitação em "ter que sentar pra conversar" comigo, nunca lhe contei minhas intimidades e ele nunca perguntou, já minha mãe percebe facilmente se eu estou bem ou estou mal, mas não faz nenhum comentário, sutilmente demonstra que se eu precisar, ela estará lá para me ouvir, mesmo assim temos uma cumplicidade ímpar, eles entendem quando eu estou pra "graça" e quando to "sem graça".
----
Por que fugi?
Bom, parece que o mundo virou de cabeça pra baixo nos ultimos três anos - ok..ok..ok talvez não tenha sido nesses 3 anos, afinal eu não sou solteira desde 2003, tive um pequeno intervalo de 2 meses solteira nesse meio tempo, mas nem solteriei por aí.
 Hoje em dia, só e bem acompanhada de mim mesma a +/- 6 meses, sinto uma ENORME E.T.!
Eu estava conversando com um amigo do tempo do colegial, e fiquei pasma em ele me perguntar se eu já tinha minha "agenda" de lanchinho...Que todas as amigas solteiras dele tinham... e que aliassssss ele saia com uma amiga todas as quartas...e em algumas sextas, quando ela ligava....  Ãh??? KÁ KUMA É???
A mulherada por aí tá tudo doida!!!!! Será mesmo que hoje o que vale é o sexo pelo sexo? Ou ser solteira é provar todas as camas de móteis disponíveis na cidade? Será mesmo que mulheres mc lanche feliz e homens habib´s é o "ideal de felicidade" a se buscar hoje em dia? Não sei não, mas pra mim sexo é algo tão intimo, tão pessoal, que acho bizarro essas pessoas dizerem que escova de dente não se divide mas ralam e rolam com um cara que conheceu num barzinho... sinceramente né Creuza!!!!... Talvez eu seja a neurótica da vez,  porque tenho um medo absurdo da camisinha estourar, de ficar gravida, de ficar doente, ou até do pior do cara ser um psicopata disfarçado de cordeiro... Mas a galera do "Sou praieiro, sou guerreiro, tou solteiro... kero mais oq?" num tá nem aí não..."Cai matando e mete bronca"- como ouvi um troglodita dizendo na balada outro dia, cheguei até a achar que ia rolar uma apresentação de MMA- rsrsrs.

Antes, há uns 10anos atrás eu adorava sair pra dançar, e paquerar, dar uns beijinhos e etc., hoje em dia eu tô até com medo (rsrsrsrs), pq parece que beijinhos, amassos são apenas para cumprir o "protocolo" que não importa nada!!! Que o importante é o "finalizar" ou o "fight", ou se preferir "fatalities" - é cada uma viu!
Existe também outro tipo de solteiro, bem dificil de se encontrar com ele na balada, mas ele existe, ele é amável, romântico, e atencioso, você se encanta com ele, você nunca viu pessoa mais cavalheira na vida, mas ao chegar mais perto dele vc então descobre que por trás daquela cara de ursinho feliz, existe na verdade uma "Felicia", e isso me causa uma batedeira no peito, uma falta de ar, dá um nó no estomago... no ápice do meu mal estar imagino o cidadão dizendo que quer "viver a vida toda junto!" - Fico zonza a pressão baixa, sinto que vou desmaiar - Dá vontade de gritar  "- PÁRA MUNDO...QUE EU VOU DESCER!!!" - E... é exatamente assim que eu to me sentindo essa semana... e é exatemente disso que eu to querendo fugir hoje... Desse felicia... que apareceu... - Vou passar o final de semana agarradinha com a minha neném, com o celular desligado, quem sabe passar na casa das amigas, bater papo... e quem sabe ouvir minhas amigas rindo da minha cara e dizendo: "Tá vendo.... cuidado com o que se pede... seu desejo pode se realizar...." kkkkk...
Mas existe uma pequena exceção, sim , existe aquelas pessoas que estão solteiros mas não se encontram em estado de "alerta", que ainda prezam por conhecer as pessoas, de se criar uma amizade, que gostam de conversar, sem "maldade", sem segundas intenções, e existem aqueles estão por aí buscando apenas ser feliz, tentando achar um meio termo saudável, algum relacionamento bem light, sem stress, sem pose, sem avacalhação também....
Mas infelizmente até agora só encontrei pessoas assim no meu circulo de amizades -"em recuperação" - é isso mesmo, parece que as pessoas mais sensatas, e mais "meio termo" que conheço ou são adictos em rec, ou co-dep em rec. Fico me perguntando se sou eu, ou se, é o mundo que tá ficando muito louco. Custo a acreditar que as pessoas mais sensatas e mais maduras afetivamente que eu conheço são justamente aquelas que o mundo tachou de loucas e que só por hoje trabalham arduamente para serem pessoas equilibradas num mundo de desequilibrados normais.
----
Me perdi de novo, não falei... hoje tâ sentindo náuseas, o estomago tá embrulhado e a mente embarulhada... Calma, Calma!Não estou grávida - isso seria impossível a não ser que meu nome fosse Maria, meu marido José e eu fosse virgem (rs), também não estou doente nem com problemas de presão de ventre (rs).
----

Enfim, é o que tem pra hoje, uma partilha totalmente esquisita, ou totalmente normal, depende de qual foi o lugar que vc escolheu pra se sentar! rs
Quem puder... Ajuda ai... Pode mandar o retorno!!!rsrs

10 comentários:

Calvin disse...

Cicie!!! Eu estou em que grupo?

É complicado esta coisa de se comparar, né? De se sentir desajustada....
Se fugir ajuda a volta mais forte para enfrentar a próxima batalha, tá valendo né?
E outra coisa, você está bem melhor que em outros tempos, não está?

BEIJO!!!

VALEU A PENA disse...

Cicie, sua postagem não foi nem esquisita e nem normal, foi única, e como entendo o que você diz, hoje essa não é a minha realidade, alás, já faz muitos anos, estou casada há mais de 7 anos, mas lembro-me de que qndo eu estava na fase de transição entre "largar" meu ex-namorado D.Q. e viver a minha vida, eu saia com minhas amigas e me sentia um peixe fora d'água, qndo algun rapaz se aproximava com suas futilidades eu queria fugir e correr, e quando um suposto principe encantado vinha perto eu tinha a mesma reação, um sininho soava dentro de mim dizendo perigo, perigo e assim, eu nunca descobria se era de fato um príncipe ou não...
Não é a toa que meu marido conheci no trabalho, porque na balada, após as últimas frustrações, nana, não dar certo...
Que vc fique bem e que essa loucura normal passe...rs
Beijossss

Gaby disse...

kkkkkkkk adoro seu jeito de escrever, me identifico com voce pacas! Voce deve ser aquelas companhias ótimas para dar risada, balada, ou não fazer nada e apenas conversar, adoro!
Não se culpe, não se cobre tanto, relaxa um pouco com voce mesma!!!
Tudo se ajeita no final, assim... como quem não quer nada...

Beijoosss gataaa!!
(ah não sei pq tenho vontade de te chamar de gata, então agora ficou hehe;)

Anônimo disse...

O que escuto falarem é que "homem educado demais é viado", ou " gosto do cara que agarra logo e pronto". Essas duas frase ouvi de duas quarentonas. Fiquei com cara de bundão, porque elas já não tinham aquele tempero que abre o apetite da gente. Então elas se tornam chatas. Pior é que, quando o cara não quer, elas grudam ainda mais. Hehe... Elas não estão nem ai para o fato do sujeito ser casado. Isso não importa e é muito melhor se relacionar com "casados" porque eles "não falam nada". Agora adiantando o disco. O sujeito resolveu levar a namorada para seu ap. no Bloco C, terceiro andar. A vegetariana do primeiro estava vivendo uma crise "de falta" terrivel. As amigas já brincavam com ela, vez que a mesma usava aquela roupa de cooper, coladinha no corpo e que desenhava a "cava' dela. Uma amiga, dessas debochadas, de sacanagem perguntou: Tá fazendo comercial da sua b...? Nestes termos. Contaram-me. Pois bem, tava à perigo. Lá um dia ela lembrou do cara do terceiro andar e levou mais de meia hora pra decidir o que iria fazer. Ela esqueceu a hora. Vegetariana, cheia de fricote, resolveu bater no ap do cara meia noite pra pedir um pouco de sal. Foi tão infeliz na investida que a namorada do cara ouviu e deu pra curtir. Começou com uma gargalhada... Não precisa mais contar. Meia noite e ela queria sal sendo vegetariana? Estava tão na pior que até o vigia do condomínio sacaneou.Homem não presta mesmo, não é verdade? Então haviam muitas. Uma, viúva, em menos de um mês, deu pra levar um prato de comida para um vigia, foi a pior merda que ela fez na vida. Essa de que homem casado não fala é mito. O cara falou e escrachou. O "Ricardão" ,que era "j...inho" estava no bem bom com a mulher do policial. Era desses caras sonsos e com grande senso de oportunismo. Pois não é que ele andava comendo a mulher de um policial? Diziam que o cara era gay e ele acreditou. Investiu e se deu bem, até que, lá um dia, o policial chegou antes da hora e pegou seu substituto na cama com a gata dele. O policial sacou a arma, chamou o cara, todo nú pra conversar. Colocou o pinto dele pra fora e mandou o "Ricardão" trabalhar com a boca. E trabalhou tão bem que ficou famoso, mas nunca deixou de bancar o conquistador. O mundo pirou de verdade e é bom encarar essa realidade com seu bom humor. Sou casado e tenho que manter o respeito. Não sou novo e já tô perto da terceira idade e não tem idade certa. Não tô fazendo nada de errado, mas o negócio tá fácil e eu não quero entender o mundo. O que se passa na cabeça de cada pessoa não é comigo. De certa maneira sinto alguma decepção porque sou de uma época que se levava três dias pra namoradinha deixar pegar nos peitinhos. Hoje se o cara não for arrojado e chamar no eixo, vai ser tirado como gay. Se for grosso, indelicado, ou agir no momento errado, vai levar um fora. Sei não... essa sua crônica tá muito engraçada, mas é parte de uma outra realidade, vista com a ótica de uma mulher que segue as normas, dos "anormais", porque os, ou as, normais estão botando pra embarulhar e embaralhar mesmo. Tá um "basquetebol" retado da vida e eu tenho que ficar com cara de bundão, vendo esse filme passar. Adão fez certo, entre o paraíso e a maçã ele preferiu comer a maçã. Desde o início a mulher é o melhor caminho para a perdição, não vou mentir. kakakakakaka!

Anônimo disse...

Com maturidade, lí a crônica e gostei da abordagem bem crítica, quanto humorada da articulista. Essa crônica casa muito bem com a do Carlos Heitor Cony, publicada hoje,nos grandes jornais e intitulada "Os soluços longos do verão". Talvez, como quem busca articular peças de um quebra cabeça, a mistura dos textos, de Cony e Cicie, daria um bom começo de romance. É sempre bom lembrar que, interiormente,ninguém consegue viver apenas duas únicas estações. No mais, adictos e codependentes livres, devem viver a vida, com seus valores e humores, sem comparações. Você merece ser feliz e nada lhe falta senão desprendimento. Algo ainda lhe acorrenta e o que você deseja, talvez esteja longe de você, talvez perto, quem sabe? Não apresse nada, deixe acontecer. O rio sempre corre para o mar. Experimente viver com sobriedade, sem os rigores da "decência" e sem a "apatia" da doença. Sua vida não pode se reduzir a um manual de auto-ajuda.
Viva e deixe viver, só por hoje.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Calvin, meu anjo, pra quem não sabe, o Calvin é um dos amigos que conheci na net e ele se materializou na minha vida pessoal!Calvin, em que grupo vc está? rsrsrs Eu não sei!!! Você faz parte da pequena minoria que eu trouxe pra dentro do meu core.S2 e que me faz bem conviver, me faz bem nossas baladas e nossas danças, como me faz bem conversar com vc...Vc é um amigo daqueles com quem converso e que conversa comigo, talvez nos conhecemos bem o bastante para sabermos que não nos faríamos bem rsrs, mas com as mulheres... eu não sei... acho que vc seja o tipo "principe encantado" pois comigo sempre é educado e atencioso... vc como eu merece o melhor!

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Giu... a vida tem que ter suas fases e seus momentos, e graças a deus eu entendo isso e tenho a paciencia de esperar... rsrsrs ok nem sempre!
Mas hj consigo achar graça dela pelo menos! Valeu pelo comentário, suas palavras sempre me ajudam muito, e valeu pelo post do Paulo13, ele muito me lembra um amigo nosso em comum.

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Giu, pode me chamar de gata sim... aliás eu adorei, uma amiga muito especial me chama assim, e suas palavras me fizeram lembrar dela e assim deixou vc muito mais perto de mim... Você também deve ser daquelas pessoas com as quais a gente passa horas junto, rindo, chorando ou apenas deitada na grama olhando as nuvens.... Obrigada amiga, vc é especialmente importante para mim tb!

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Anonimo 1 - não me considero "de meia idade" , mas tb sou da época que para que o homem "chegasse" perto do meu peitinho tinha que pelo menos ter decorado meu nome! rsrsrs... as vezes parece que as pessoas agem como se a vida estivesse correndo e elas precisassem correr atrás, sempre faszendo as coisas num ritmo acelerado demais... tudo tem que ser corrido e assim as coisas boas, como arrepios na espinha, as mãos suadas, ou até o coração acelerado ficam para trás...

··¤(`×[¤Cici¤]×´)¤·· disse...

Anonimo 2- Lí a crônica, ah... os soluços são de outono, rs... Eu nem de perto me comparo a poesia de Carlos Heitor Cony - Concordo com vc, e não faço da minha vida um "manual" de auto-ajuda, mas não posso abrir mão da bagagem que fiz e sair por ai acreditando que o mundo é tão honesto como eu, infelizmente, ou felizmente mantenho minha parabólica ligada, sempre tentando entender o que há por detrás das pessoas, ou o que os olhares, os olhos estão querendo me falar, não consigo ir numa "micareta" e não achar graça do "ménage à troi" que é aquilo, ou conhecer alguém que "nunca te vi, mas sempre te amei" e pensar quão absurda é a co-dependencia daquele ser, entregando sua moral ao primeiro que aceite a oferenda...
Lutei tanto para ser "um meio termo", para não viver a fragilidade que há nesses extremos que as vezes me pergunto se o que eu vejo hj sempre foi assim ou fui eu que estava em outro planeta.
Obrigada amigo!!!! Sdorei a cronica sugerida e tb seu comentário...

OBRIGADA A TODOS... VCS SÃO ESPECIALMENTE ESPECIAIS NA MINHA VIDA...ME FAZEM SENTIR QUE FAZ ALGUM SENTIDO BUSCAR EQUILIBRIO!!! IMAGINA EU O QUE FARIA SEM VCS??? KKKK TALVEZ ESTIVESSE NUM FUNK MUITO LOKO FAZENDO CARÃO DE GENTE NORMAL!!!KKKKK

 

··¤(`×[¤Cicie e Ana¤]×´)¤··

"Insanidade é fazer as mesmas coisas, esperando resultados diferentes." Descobrimos que sozinhas não conseguiríamos, mas que com pessoas que buscam as mesmas vitórias, nos sentimos mais fortes,menos solitárias, e mais conectadas com nosso Poder Superior. Um dia de cada vez a gente junta um ano.

Free CSS Template by CSSHeaven.org TNB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...I