Conto de Fadas ao estilo livre!!!


Praticamente a um ano atrás eu estava me separando, foi um momento muito... INTROSPECTIVO, lembro que esse tempo durou +/- 2 semanas, daí, então aos poucos fui contando para as pessoas que eu amo o que tinha acontecido, lembro que nessa época os meus laços com minha madrinha ficaram muito mais fortalecidos e hoje somos muito mais ligadas, tudo pra chegar ao ínicio da historia que se iniciou novamente sábado passado! rs

Em 30/03/2011 um grande amigo meu R (filho da minha madrinha), estava fazendo aniversário, e como eu, ele, a madrinha e outros amigos fazemos parte de uma grande "família em recuperação", a casa estava cheia de companheiros em recuperação (n.a, nar-anon, etc.), assim como também cheia de amigos "normais" (desculpem-me não achei outra palavra mais apropriada, pq afinal, normal, ninguém é! ahuahuauhauha).
Foi bom rever amigos que eu não há algum tempo, foi bom sentir a amizade que alguns companheiros do meu ex- marido tem por mim (eu achava que estava sozinha!).
O fato é que nesse dia, o ilustre companheiro T, conheceu P, T é companheiro e estava limpo a (se não me engano) 2 anos, e P, só conhecia N.A, Adicto, Co-Dep. de ouvir a gente falar! (P é filha de uma amiga da minha madrinha, hoje, somos as 4 - eu, P, mãe da P e minha madrinha muito amigas!).
Lembro que no dia que eles se conheceram T (pra variar!rs), jogou seu charme sobre a guria, e a guria, claro ficou interessadíssima em T.
Nas semanas que se passaram os dois se conhecerem "melhor" e começaram a namorar. Eu era uma que vivia dizendo a P. "Mulher... pensa bem.... esses meninos são complicados feito macarronada de minhoca!".
P não deu a mínima, T não deu a mínima!!!
E nossas "convicções" de que esse fogo de palha fosse se apagar foram dando espaço a semanas, e meses de namoro. Veio o noivado, a gente já havia desencanado, afinal relacionamento é particular de cada um...

E então veio a notícia: "A gente vai se casar em janeiro!"
Eu pensei: "Oxi... tão comendo cocô?" (mentira... eu cheguei a falar!)
Achava muito precipitada a idéia, eles estavam namorando havia... sei lá... Nem um ano!!! Graças ao PS, eles não ouviram a minha "sensatez"....
A familia se mobilizou, fizeram um lar, marcaram a data, contrataram a festa!
Nesse meio tempo, T ficou desempregado.... P FICOU DESEMPREGADA!!!!
Mas mesmo assim eles seguiram em frente! JUNTOS!!!!
E olha... P tem um Gênio de Porco espinho de TPM... e T... rs... bom T... é companheiro... rs... complicadinho! rs

Sexta (27/01/11), 23:45hs, meu telefone toca - é a madrinha ... uma barulheira só do outro lado da linha -  meu coração palpitou - rsrsrs desculpem-me os serenos, mas quando algum companheiro(a) me liga essas horas da noite! Meu coração já palpita! -  era  P e T, dizendo que era pra eu ir sim no casamento deles, pq eu era convidada (como eles não me enviaram convite, achei que não estava convidada, afinal, só quem já casou é que sabe o "custo da cabeça" nesses buffets de SP, nem tinha ficado chateada, afinal meu parabéns eu poderia dar depois na casa deles e a minha alegria estava em ver a união feliz deles e não a carinha "do bem casado"!kkkkk)

Sábado (28/01/11), 15:00hs -casamento marcado para as 18hs- passei na casa da minha madrinha para conversar (eu precisava partilhar uns acontecimentos!) e aproveitei pra dar uma passada na casa de P e T...
Jeusuiessss!!! O que era aquilo!!! Tinha gente correndo pra tudo que era lado, mulher de ropão e bob na cabeça, roupas de festas, sapatos, cabelereira, manicure, era um fuzuê generalizado!!! E no meio do "tiroteio" estavam T, e o R (o meu amigo que apresentou os dois), perdidos e estressados com o corre corre da arumação da festa! Me juntei a dupla dinâmica e fomos os 3 buscar o bolo e outras coisas, T "oooooo noivo"", estava à beira de um ataque de nervos, nervoso feito "o nervo do pé da galinha!" rs. Ajudei no que pude, tentei acalmar T "ooooo noivo!" e fui me arrumar.

Sábado (28/01/11), 19hs - casamento marcado para as 18hs!!!!- Noivo suando, nervoso e estressado, o cara do som atrasado e outros dois montando/tentando montar o telão....

O noivo parecia que ir infantar, consegui fazer com que ele parasse um pouco para que eu arrumar a sua gravata, ele reclamando: "Porra Cicie... esses caras são foda! E agora? Como vamos fazer sem som, sem telão! Caral#%$#&¨@ #%@$%¨@!!"  ..... eu: "Ti.... olha esse povo todo aí sentado... esperando... rindo... conversando... Ti... a gente veio aqui hoje por uma coisa muito mais importante que som e telão, viémos aqui pro teu casamento!!! Isso é o mais importante... Agora... a P, vem não vem? ahuahauhauh"

O casamento aconteceu, foi lindo!!! Eu chorei é claro - sempre choro em casamentos!Casamento é sempre a renovação da primeira dúvida dele : Quer ser minha e eu teu? e a renovação da primeira resposta dela: "SIM".

A festa foi ótima, foi lindo ver R com 2 anos limpos (trocou de ficha na sexta!), ver outros amigos como por Exemplo:  A Lu e o Beto (juntos a quase 3 anos- ela pegou o buquê!!!!), ver o outros companheiros, uns casados a muito tempo, outros como o Edinho sofrendo por mais um amor acabado, mas que fez história pra ele, especialmente olhar pra família que eu escolhi pra mim, sem nenhum laço sanguíneo, mas uma família que cuida sempre dos seus filhinhos machucados, acompanha o aprendizado dos mais novos, se junta aos ganhadores e celébra sempre junto com os vencedores!

Então quem acha que "essas histórias nunca tem um final feliz!", eu prefiro acreditar que não perdemos mais tempo tentando construir um "Final Feliz!" ou "Felizem para Sempre!", porque decidimos ser "Felizes Só Por Hoje!"..... e olha... SPH FUNCIONA!!!

1 comentários:

Emily disse...

Liiiiiinduuu post Cicie !!! amei !

 

··¤(`×[¤Cicie e Ana¤]×´)¤··

"Insanidade é fazer as mesmas coisas, esperando resultados diferentes." Descobrimos que sozinhas não conseguiríamos, mas que com pessoas que buscam as mesmas vitórias, nos sentimos mais fortes,menos solitárias, e mais conectadas com nosso Poder Superior. Um dia de cada vez a gente junta um ano.

Free CSS Template by CSSHeaven.org TNB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...I